Ronaldo relembra conquista do Brasileiro de 90 em resenha com Dinei e Fubá

Ronaldo relembra conquista do Brasileiro de 90 em resenha com Dinei e Fubá

Por Meu Timão

No sétimo episódio da websérie "Resenha", os ex-jogadores e ídolos do Timão Dinei e Fubá relembram os velhos tempos e a conquista do primeiro título do Campeonato Brasileiro do Corinthians, em 1990, ao lado do ex-goleiro Ronaldo Giovanelli.

Entre risadas e histórias engraçadas, os ex-boleiros relembraram seus tempos defendendo a camisa do clube alvinegro. Ronaldo e Dinei integraram o elenco campeão nacional em 1990 e contam a emoção ao alcançar o grande marco na história do Corinthians. Ronaldo comentou sobre a conquista, ressaltando a união do elenco corinthiano da época.

“Ele foi construído assim, nessa rapaziada, nessa alegria. Por que o futebol cobrava muito, acho que até mais que hoje em dia. Hoje ganha-se mais, mas naquela época é que tinha culhão mesmo. Até que aquele dia chegou nosso momento, tanto é que o time do São Paulo era melhor que o nosso, mas não ia ganhar nunca. Pela união que a gente tinha, pela entrega, por essas brincadeiras que a gente sempre tinha de sacanear o outro. Por que tinha carinho e não iam vencer, mas nem a pau”, relembrou o ex-jogador.

Para o ex-goleiro, o técnico do time na época, Nelson Baptista, teve uma importância enorme no incentivo aos jogadores. “O Nelsinho foi muito bem e disse que agora era o momento de vocês colocarem o nome na pedra”, contou.

Na conquista do primeiro campeonato nacional, o time venceu o rival São Paulo nas duas partidas da final, por 1 a 0 em ambos os placares. Ainda durante o empate no primeiro tempo do jogo de volta, Ronaldo comentou o incentivo dado pelo técnico corinthiano nos vestiários, entre as duas etapas dos 90 minutos disputados.

“Nossa, ele chegou chutando tudo. Tinha aquele isopor com água e o quadro que ele usava para fazer o posicionamento pra ver se tava errado ou não e foi tudo. Quando a gente ia pro vestiário ele dizia que era o momento pra respirar e mexia nas peças. Sempre. Mas nesse dia não”, recordou Ronaldo.

“Na hora que passou e estava todo mundo ali, ele chegou e na hora que ele deu uma tapa do quadro, todo mundo arregalou o olho. Ele chegou assim 'vocês tão de brincadeira? 45 minutos pra entrar pra história, vocês tão de brincadeira?', e pá. Aquilo na hora que nós subimos, dava até pra morder o cachorro da polícia”, acrescentou.

Concordando com o ex-goleiro, Fubá completou afirmando a garra que a equipe corinthiana não era páreo para os outros times, mesmo que fossem melhores taticamente.

“Nós não ganhamos muito dinheiro com o título de 90, mas a faixa do título vale mais pra mim do que qualquer coisa”, comentou Dinei antes de finalizar o bate-papo.

A série vai ao ar pelo canal oficial do Corinthians no Youtube semanalmente, às quintas-feiras. Durante os episódios exibidos, os ídolos do clube alvinegro recebem grandes nomes da história do Timão.

Confira o sétimo episódio da série Resenha

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes