Um ano depois de saída precoce, ex-Corinthians vai parar na terceira divisão da Itália

Um ano depois de saída precoce, ex-Corinthians vai parar na terceira divisão da Itália

Por Meu Timão

Matheus Cassini jogará na terceira divisão italiana

Matheus Cassini jogará na terceira divisão italiana

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A saída do Corinthians do meia Matheus Cassini ainda não rendeu os frutos esperados por ele. Depois de mais de um ano no Palermo, o jogador foi emprestado e irá jogar na terceira divisão do futebol italiano.

O meia acertou empréstimo de uma temporada com o Siracusa. A equipe está na terceira divisão. Antes disso, Cassini estava atuando no Inter Zapresic, da Croácia. Ele ficou seis meses no clube croata.

Cassini era considerado uma das principais revelações das categorias de base do Corinthians. Após uma polêmica negociação, assinou com o Palermo em julho de 2015. Seu contrato com o clube italiano é válido até 2020.

Desde que embarcou para a Europa, as chances foram poucas. No Palermo, não chegou a disputar jogos oficiais. No Zapresic, atuou em cinco partidas e não anotou gols. Com 20 anos, o jogador já falou até sobre a possibilidade retornar ao Corinthians. Em junho deste ano, disse que gostaria de voltar a jogar no seu "clube de coração".

Veja Mais:

  • Com a 9 corinthiana, Luizão foi artilheiro da Libertadores de 2000, com 15 gols

    Ao Meu Timão, Luizão fala da busca do Corinthians por centroavante: 'Se cavar, acha na Argentina'

    ver detalhes
  • Camacho (à dir.) ganhou oportunidade entre os titulares no treino desta sexta

    Carille esboça time titular com uma troca; chance de mudança no esquema existe

    ver detalhes
  • Emerson Sheik com a camisa do Corinthians em coletiva no CT

    Emerson Sheik é apresentado, diz entender desconfiança e promete dar resposta em campo

    ver detalhes
  • Sheik assinou contrato até o fim de junho

    Emerson Sheik fala sobre contrato de seis meses, aposentadoria e possível renovação com Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes