Atraso da Odebrecht em envio de papéis da Arena irrita Corinthians

Atraso da Odebrecht em envio de papéis da Arena irrita Corinthians

Por Meu Timão

7.0 mil visualizações 96 comentários Comunicar erro

Arena Corinthians ainda não tem auditoria de obras concluída

Arena Corinthians ainda não tem auditoria de obras concluída

Foto: Agência Corinthians

O Corinthians segue sem conseguir concluir em definitivamente toda a construção da Arena em Itaquera. A auditoria das obras ainda não foi finalizada, pois a Odebrecht, empresa responsável pela construção, não entregou os documentos necessários para a conclusão.

Por conta da demora, o presidente Roberto de Andrade e o ex-gestor do estádio, Andrés Sanchez, estão irritados com a construtora.

"É como se me pedissem a planta da minha casa e eu falasse que não tenho e que pediria para a construtora", disse um dirigente que não se identificou ao GloboEsporte.com.

A Odebrecht anunciou, por meio de nota oficial, a finalização e entrega das obras do estádio do Corinthians em setembro do ano passado. Desde então, o clube aguarda todos os documentos para concluir o estudo das obras.

O portal tentou contato com a construtora, mas não obteve resposta sobre a demora na entrega dos papéis. Enquanto isso, o estádio segue com o status inacabado e sem a divulgação do balanço financeiro atual.

Veja Mais:

  • 20 mil ingressos já foram vendidos para Corinthians e Internacional

    Corinthians divulga 20 mil ingressos vendidos para duelo contra Internacional

    ver detalhes
  • Zagueiro Chicão em 2013, durante ação do Corinthians voltada ao Valentine's Day

    Ex-zagueiro Chicão faz visita ao CT do Corinthians

    ver detalhes
  • Cada louco com sua mania: Superstições Corinthianas | #86

    VÍDEO: Cada louco com sua mania: Superstições Corinthianas | #86

    ver detalhes
  • Eduardo Barroca é treinador do Sub-20 do Corinthians há cerca de três meses

    Técnico do Sub-20 explica 'intercâmbio' de Matheus Matias e já identifica dois pontos fortes

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes