Renato Augusto defende rodízio de capitães e usa Corinthians como exemplo

Renato Augusto defende rodízio de capitães e usa Corinthians como exemplo

Por Vinícius Souza

Renato Augusto aprovou método de trabalho utilizado no Corinthians

Renato Augusto aprovou método de trabalho utilizado no Corinthians

Foto: Divulgação

Fruto do estilo de trabalho implementado por Tite no Corinthians, a conduta do treinador vem fazendo efeito e atingindo os jogadores na Seleção Brasileira. Entre as marcas de Tite, o rodízio de capitães no elenco, uma realidade no Timão ao longo da campanha que rendeu o hexacampeonato brasileiro em 2015, também está se tornando uma característica no Brasil.

Presente no elenco vitorioso do Corinthians na temporada anterior e agora convocado por Tite para representar o Brasil, o meia Renato Augusto falou sobre o método de escolha de líderes do treinador e aprovou a mudança de capitães no decorrer das partidas.

"Dentro do grupo temos vários tipos de líderes: Miranda, Dani, o próprio Neymar. Temos que parar de falar que esse cara tem que fazer tudo, e dividir um pouco mais. Com o Tite, tivemos pelo menos cinco capitães no Corinthians, foi uma experiência boa, acho que aqui isso também pode acontecer, ter um grupo de líderes. Acho que a Seleção ganha com isso e que o Tite vai fazer isso”, declarou o jogador.

Convocado por Dunga no ano passado, proveniente de suas atuações com o manto alvinegro, Renato Augusto conquistou seu espaço com a camisa da Seleção Brasileira e foi um dos três jogadores acima de 23 anos chamados para o elenco dos Jogos Olímpicos Rio 2016, faturando a inédita medalha de ouro. Agora sob o comando de Tite, o meia teve sequência entre os titulares.

Depois de vencer o Equador na última quinta-feira, por 3 a 0, jogando em Quito, o Brasil volta a campo nesta terça-feira, quando recebe a Colômbia, às 21h45 (de Brasília), na Arena Amazônia, em confronto válido pela oitava rodada. Somando 12 pontos, a equipe comandada por Tite ocupa o quinto lugar nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo da Rússia de 2018.

Veja Mais:

  • Pablo voltou a sentir dores na coxa e precisou deixar o gramado quarta-feira

    Pablo é diagnosticado com lesão e se torna desfalque do Corinthians

    ver detalhes
  • Clayson pode ser titular contra o Fluminense, mas outros estão no páreo.

    Sem Carille, definição do time titular do Corinthians no Rio é adiada

    ver detalhes
  • Pablo para por até seis semanas no Corinthians

    Médico do Corinthians explica lesão de Pablo e nega relação com contratura

    ver detalhes
  • Carille vive dia complicado nesta sexta-feira

    Carille sofre perda familiar, e Corinthians se solidariza com nota de pesar

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes