Cristóvão abre o jogo sobre 'fantasma' de Tite e crava objetivo para 2016

Cristóvão abre o jogo sobre 'fantasma' de Tite e crava objetivo para 2016

Por Meu Timão

Para Cristóvão Borges, sua equipe tem potencial na disputa por títulos.

Para Cristóvão Borges, sua equipe tem potencial na disputa por títulos.

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O comandante do Corinthians, Cristóvão Borges, vem lidando com críticas sobre o seu trabalho desde que assumiu a equipe alvinegra, após a saída de Tite para a Seleção Brasileira. O técnico comentou o convívio com o "fantasma" de seu antecessor e garantiu que acredita em seu time.

Durante entrevista concedida no programa Baita Amigos, no canal a cabo Bandsports, o treinador corinthiano afirmou que já tinha conhecimento sobre a pressão que sofreria no atual time, porém tem consciência de que no Corinthians é diferente.

Com o histórico campeão de seu antecessor, Tite, Cristóvão admite não ter se incomodado com a responsabilidade de substituir o técnico. Porém, segundo o treinador, a situação começou a render certo incômodo a partir do momento que se tomou uma proporção exagerada sobre o seu “fardo”.

“Quando fui convidado já sabia, lógico, já passei por equipes de grande porte, a exigência, pressão. Estamos acostumados a conviver com isso. No Corinthians é diferente. O treinador estava saindo pra Seleção, treinador ganhador do futebol brasileiro, ganhou títulos importantíssimos com uma marca muito importante. Sabia que seria uma responsabilidade muito grande. Quando comecei a trabalhar, isso não foi tão difícil, isso não me atrapalha em nada. O grande incômodo foi, em certo momento, certo exagero com tudo”, declarou o comandante do time alvinegro.

Quanto a busca por títulos, Cristóvão Borges garantiu que está trabalhando pelo melhor, pelo objetivo central da equipe que é a conquista do título. O técnico fez uma análise sobre o desempenho do time e, para ele, o Corinthians ainda não desabrochou mas tem sim, muito potencial nas disputas.

“Independente das coisas, não tem como, você tem que trabalhar pelo melhor, pelo título. Vejo que a equipe tem potencial e ainda não desabrochou. É nisso que estou acreditando muito e é isso que me motiva”, afirmou Cristóvão Borges.

O treinador completou comentando que existe uma conversa com o elenco corinthiano para o estímulo de seu crescimento como equipe. Garantindo animação diante das atividades táticas, Cristóvão reafirmou o potencial dos jogadores e alegou que a progressão terá continuidade.

“Eu converso, eu deixo bem claro, procuro deixar mais claro as situações. Pessoalmente, esses jogadores estão com potencial muito grande, que sei que têm a contribuir muito pra essa melhora e estamos trabalhando pra isso. Estou muito animado, nos treinamentos a gente vê melhorando. Essa progressão vai continuar”, finalizou.

Veja Mais:

  • Centroavante Jô, 'Rei dos Clássicos', voltou a deixar o dele neste domingo

    Corinthians despacha São Paulo e vai à final do Paulistão contra Ponte Preta

    ver detalhes
  • Jô foi eleito o melhor em campo no clássico deste domingo

    Jô, Pablo e Jadson brigam pela melhor avaliação nas notas da torcida

    ver detalhes
  • Sem ser relacionado há seis partidas no Timão, Guilherme tem acerto encaminhado com o Atlético-PR

    Presidente confirma: Corinthians encaminha empréstimo do meia Guilherme

    ver detalhes
  • Carille tem oito titulares pendurados para primeira final contra a Ponte

    Oito dos dez titulares de linha do Corinthians entram pendurados na decisão do Paulista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes