Fábio Santos relembra caneta desconcertante contra Palmeiras e conta histórias de Tite

Fábio Santos relembra caneta desconcertante contra Palmeiras e conta histórias de Tite

Por Meu Timão

Um dos maiores campeões da história recente do Corinthians, Fábio Santos atualmente defende o Atlético-MG. Mas a identificação com a equipe pela qual conquistou a Copa Libertadores da América e o Mundial de Clubes da Fiel de 2012 está longe de ser deixada para trás. Aniversariante desta sexta feira, o ex-camisa 6 do Timão relembrou a caneta dada por ele em Charles, então do Palmeiras, durante o Dérbi disputado em fevereiro de 2013.

“Ah, sem dúvida. O drible acredito que tenha sido o mais bonito da minha carreira e vai ser difícil sair de novo”, relembrou. “Cara, aquilo ali é drible de rachão, né? Treino de dois toques. No jogo nunca tinha acontecido de eu tentar. Apareceu a oportunidade e deu certo, aí o cara sofre a falta pra valorizar, pra dar o replay, né (risos)?”, brincou Fábio Santos em participação no programa Bolívia Talk Show, do canal humorístico Desimpedidos.

Em maio, após uma temporada no Cruz Azul, do México, Fábio Santos foi dispensado e não demorou a acertar seu retorno ao futebol brasileiro. O jogador de 31 anos acabou contratado pelo Atlético-MG, que firmou vínculo de três anos com o ex-Corinthians.

Em tom bem-humorado, o ala esquerdo ainda falou sobre o período em que começou a cobrar pênaltis com a camisa alvinegra, embora não tivesse o aval do técnico Tite. “Eu fui. Teve uma época de loucura lá que eu comecei a bater pênalti. Fazia, mas o Tite não gostava muito, ele falou que quem tinha de bater era centroavante, que, se erra, na próxima oportunidade pode fazer o gol. Lateral pra fazer um gol é complicado (risos)”, disse Fábio, que ainda comparou a Fiel com a torcida do time de Belo Horizonte.

“Joguei em várias equipes, cada uma em seu momento. Óbvio que no Corinthians o momento foi especial, o Corinthians tem esse histórico do torcedor ir junto e é uma coisa que estou vendo uma semelhança muito grande aqui no Atlético-MG, um clube de massa também, a torcida apoia, enche estádio”.

Papo vai, papo vem, o ídolo da Fiel ainda revelou um episódio em que passou a perna em Tite – no bom sentido. Durante um treinamento, o então lateral corinthiano acabou driblado pelo atacante Zizao. O comandante alvinegro, então, achou que o veterano havia “aliviado” para o jogador chinês.

“Uma vez estávamos no treino e o Zizao tava fora do coletivo. Aí o Zizao entrou e veio para cima de mim, deu uma pedalada, foi pro outro lado e eu fiquei perdido no lance. Ele passou e atropelou! Falei: ‘car… f… mano’. Aí eu olhei pro Tite e o Tite fez uma cara assim (de preocupação)”, contou, aos risos.

“Acabou o treino e o Tite me chamou. Falou: ‘Fábio, deixa eu te falar. Você tem que ajudá-lo (Zizao). Não deixa ele ficar fazendo esse tipo de coisa porque você não tá ajudando, você tá enganando. Aí eu falei: ‘Claro, Tite. Vou deixar mais não’. P… nenhuma, o chinês ele tinha me dado ‘mó’ drible, velho. E o Tite achou que eu tinha deixado”, terminou.

Assista à entrevista de Fábio Santos na íntegra

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes