PM entra em conflito com torcedores na Arena; acrílico de proteção é quebrado

PM entra em conflito com torcedores na Arena; acrílico de proteção é quebrado

Por Meu Timão

Durante o intervalo do clássico entre Corinthians e Palmeiras, neste sábado, a Polícia Militar entrou em conflito com torcedores na Arena em Itaquera.

A confusão se iniciou quando os policiais foram até o Setor Norte pedir a retirada de uma faixa com o nome da Gaviões da Fiel. Por punição, a principal organizada está proibida de exibir faixas e produtos, bem como camisas, com a marca dentro dos estádios e jogos do Timão.

Quando a PM retirou a faixa, os torcedores não aceitaram e partiram para cima dos policiais, que reagiram com agressividade. A situação esquentou e os torcedores chegaram até a quebrar um dos acrílicos de proteção entre o setor e o gramado. Grades de divisão também foram lançadas em direção aos policiais. Não foram divulgadas informações sobre feridos.

Poucos minutos depois, a situação foi controlado, com a chegada de reforço policial do Choque. Os torcedores retornaram para os seus lugares, mas o local ficou sem a proteção de vidro.

A confusão foi a segunda em sequência na Arena. Minutos antes, parte do Setor Oeste se revoltou contra a diretoria do Timão que acompanhava o jogo dos camarotes do estádio.

Confira imagens do momento da confusão entre PM e torcedores

Veja Mais:

  • Guilherme foi o destaque da atividade coletiva pelo segundo dia consecutivo

    Dupla volta, e Oswaldo vê time titular brilhar em treino do Corinthians; veja a escalação

    ver detalhes
  • Wagner pode reforçar o Corinthians em 2017

    Agente explica situação de Wagner e diz ter acerto contratual com Corinthians

    ver detalhes
  • Jabá sentiu dor na coxa e deixou o treino do Corinthians mais cedo

    Léo Jabá se machuca em treino do Corinthians e deixa campo com dores na coxa

    ver detalhes
  • CT Joaquim Grava ganhou novidades

    Corinthians 'aposenta' decoração do centenário e dá cara nova ao CT Joaquim Grava

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes