Direção da Arena cria polêmica com novo patrocinador do Corinthians

Direção da Arena cria polêmica com novo patrocinador do Corinthians

Antes de estreia, CEO da Apollo Sports se envolveu em polêmica com fundo da Arena

Antes de estreia, CEO da Apollo Sports se envolveu em polêmica com fundo da Arena

Foto: Agência Corinthians

O Corinthians vive, neste fim de semana, não apenas uma crise técnica no futebol, mas também um atrito nos bastidores. A origem do problema em questão foi um comentário do presidente do novo patrocinador, a Apollo Sports Capital, que foi mal interpretado pelos gestores da Arena.

Em entrevista ao jornal Valor Ecônomico, Michael Gruen, da Apollo Sports, criticou a falta de profissionalismo dos cartolas brasileiros, e chegou a mencionar que a maneira como o esporte é gerido no Brasil tem prejudicado negociações de naming rights.

Embora o assunto tenha sido mencionado, a negociação dos naming rights da Arena - que já dura mais de três anos - não foi diretamente citada pelo executivo. Apesar disso, o grupo que controla a Arena acabou emitindo uma resposta pública oficial, criando desconforto entre as partes - gestores da Arena, patrocinador e diretoria do Corinthians.

Na nota, o responsável pela Arena rebateu o comentário, e citou os motivos do atraso do naming rights do estádio alvinegro: "Na realidade, ao contrário do amadorismo no esporte declarado pelo presidente da Apollo Sports Capital (e da Apollo Sports Solutions S.A.), senhor Michael Gruen, a Arena, em conjunto com o Corinthians, tem buscado o maior profissionalismo possível no assunto, tendo tomado todas as precauções para maior segurança do negócio [naming rights], já que se trata de um contrato longo, com valor expressivo e que envolve ambos (arena e clube)", escreveram os responsáveis no site oficial da Arena.

A situação gerou um mal-estar entre Corinthians, Arena e Apollo. Em contato com a reportagem do Meu Timão, Gustavo Herbetta, gerente de marketing do clube, mostrou surpresa com a troca de farpas e fez questão de esclarecer a boa relação entre a diretoria alvinegra e o novo patrocinador, que investiu R$ 30 milhões pelo espaço no uniforme da equipe. Vale lembrar que as gestões do marketing do Corinthians e a gestão do estádio atuam de forma independente.

"O Sport Club Corinthians Paulista foi tão surpreendido pela nota divulgada pela Arena quanto pelo nosso patrocinador. Estamos orgulhosos de termos fechado esse acordo que faz com que tenhamos 30% de crescimento no nosso uniforme - índice esse que nenhum clube de futebol no Brasil conseguiu atingir - e não envidaremos esforços para o sucesso comercial do nosso parceiro, a Apollo, assim como fazemos com todos os outros patrocinadores e parceiros comerciais do Sport Club Corinthians Paulista", esclareceu Herbetta, neste domingo.

Em momento delicado no clube, porém, com o clássico e a saída de Cristóvão Borges, o assunto ainda será resolvido dentro do Parque São Jorge. "Não tivemos ainda oportunidade após ontem de nos reunirmos para discutir nossa posição oficial sobre esse mal entendido" afirmou o dirigente, se referindo ao restante da alta cúpula de futebol do Corinthians.

Veja Mais:

  • Marquinhos Gabriel é aposta de Carille para surpreender Chapecoense

    Contra Chape, Corinthians joga para evitar oscilação e aumentar vantagem na liderança

    ver detalhes
  • Clayton disputou 14 jogos, marcando dois gols

    Corinthians e Atlético-MG finalizam últimos detalhes para devolução de Clayton

    ver detalhes
  • Quem deve ganhar chance no Timão em 2018?

    Em enquete, Fiel opina sobre quais emprestados devem ganhar chances no Corinthians em 2018

    ver detalhes
  • Romero, Jô, Rodriguinho e Fagner, personagens do PES 2018

    Presença do Corinthians na demo de PES 2018 é anunciada pela Konami; veja novo trailer do game

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes