Corinthians não paga multa rescisória por demissão de Cristóvão Borges

Corinthians não paga multa rescisória por demissão de Cristóvão Borges

Por Meu Timão

Cristóvão Borges não receberá multa rescisória do Corinthians

Cristóvão Borges não receberá multa rescisória do Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Ao menos financeiramente o Corinthians parece ter se preocupado no que diz respeito à curta passagem de Cristóvão Borges pelo clube. De acordo com o portal Uol, a diretoria alvinegra não terá de pagar multa rescisória por conta da demissão do treinador.

Em teoria, portanto, a saída de Cristóvão foi feita em comum acordo junto à alta cúpula corinthiana. Na prática, os resultados negativos dentro de campo colocaram a diretoria em xeque com a torcida, o que resultou na demissão do técnico.

Vale lembrar que Cristóvão Borges recebia R$ 200 mil de salário do Corinthians (valor até considerado baixo se comparado aos R$ 500 mil que eram pagos a Tite). Seu auxiliar, Cassiano de Jesus, ganhava R$ 50 mil mensais. Com a saída dos profissionais e, ao menos em princípio, a não reposição, o clube ganha uma gordura de R$ 250 mil por mês.

Em tempo: como o Campeonato Brasileiro já encerrou seu período de inscrições de novos jogadores, tal "vantagem" financeira só poderá ser colocada em prática em termos de contratações no planejamento para 2017. Não deve, portanto, pintar nenhuma cara nova no elenco do Corinthians para o restante da atual temporada.

Veja Mais:

  • E o Jô? Tem ou não tem motivo para sorrir?

    Corinthians cutuca adversários e ironiza choradeira pelo calendário: 'Aqui não tem mimimi'

    ver detalhes
  • Meia Jadson pode voltar ao Corinthians no sábado; Pablo segue fora

    DM do Corinthians esvazia após 'semana light'; veja quem ainda se recupera

    ver detalhes
  • Balbuena segue como xerife do Corinthians

    Representante de Balbuena revela valor de oferta italiana recusada pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Fiel Torcedor está cada vez mais perto de voltar a ser o maior do país

    Em uma semana, mais de mil novos sócios aproximam Corinthians de primeiro lugar no Torcedômetro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes