Marquinhos relembra trajetória curta no Timão e cita motivos da negociação

Marquinhos relembra trajetória curta no Timão e cita motivos da negociação

Por Meu Timão

Campeão na base, Marquinhos deixou o Corinthians após não receber oportunidades

Campeão na base, Marquinhos deixou o Corinthians após não receber oportunidades

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Um dos principais jogadores revelados pelas categorias de base do Corinthians nas últimas temporadas, o zagueiro Marquinhos, atualmente no Paris Saint Germain, relembrou sua transição como profissional. Aos 22 anos de idade, o defensor, titular da Seleção Brasileira, falou sobre o baixo aproveitamento que teve no Timão e revelou os principais motivos de sua saída.

“Aquele era um outro momento que eu estava vivendo na minha vida. Era um Marquinhos muito jovem, que tinha acabado de ganhar a Copa São Paulo. Depois, logo subiu com 17 anos, não tinha nem completado 18 ainda. Eu estava crescendo no futebol, tinha acabado de subir e conhecendo o que era o verdadeiro futebol profissional”, declarou Marquinhos, em entrevista ao programa Bate-Bola, dos canais ESPN.

Negociado junto à Roma, da Itália, em agosto de 2012, o zagueiro, campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior naquele ano, teve poucas chances como profissional no Corinthians, tendo em vista que Chicão e Leandro Castán eram titulares ao longo da campanha que rendeu o título inédito da Libertadores.

“Tudo foi muito rápido na minha vida, eu subi, fiquei seis meses no profissional apenas e logo veio a proposta da Roma. Foi uma proposta muito boa, onde o treinador de lá tinha muito interesse, estava precisando pelo estilo de jogo, a filosofia dele era de utilizar jogadores jovens. E, depois de muita conversa com o clube, com a minha família e com meu empresário também, tomamos essa decisão todos juntos”, finalizou.

Em 14 jogos disputados com o manto corinthiano, Marquinhos não balançou as redes em nenhuma vez como profissional. Na Roma, na temporada 2012/13, assumiu a titularidade rapidamente e demonstrou personalidade, o que gerou o interesse do Paris Saint Germain, da França, no ano seguinte. Desde então, o brasileiro, classificado como uma das grandes promessas do Corinthians da base, é titular em sua equipe.

Veja Mais:

  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes
  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes