Cássio relembra conquistas e não se vê culpado por oscilação da equipe

Cássio relembra conquistas e não se vê culpado por oscilação da equipe

Por Meu Timão

Reconhecendo irregularidade, Cássio afastou culpa sobre o desempenho do Timão

Reconhecendo irregularidade, Cássio afastou culpa sobre o desempenho do Timão

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O goleiro Cássio comentou o desempenho do Corinthians na atual temporada relembrando conquistas e se desvencilhando de culpa sobre a situação do clube. O Timão enfrenta o Fluminense, nesta quarta-feira, às 21h45, na Arena em Itaquera, pela partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

"O time está tendo momentos irregulares, não acho que o Corinthians caiu na tabela por minha culpa. O Corinthians oscilou, tivemos mal momentos, mas minha pior fase foi em 2013, quando me machuquei. É claro que não quero tomar gol, mas é preciso ficar focado, não posso me abater, tenho que ter cabeça boa. É normal a cobrança, sempre vai ter, independentemente do que vença", argumentou o goleiro alvinegro, durante coletiva de imprensa nesta terça-feira, no CT Joaquim Grava.

Sobre o próximo desafio do Timão, desta vez comandado pelo técnico interino Fábio Carille, Cássio deu ênfase na importância do duelo com o time carioca, que decide a classificação para próxima fase da Copa do Brasil. Relembrando rendimento no Campeonato Brasileiro, o goleiro ressaltou a intenção do grupo em se manter vivo nas duas competições nacionais.

"O jogo é de suma importância, até para ficarmos vivos nos dois campeonatos. É fundamental passarmos de fase, faremos de tudo para buscar a classificação", analisa.

Cássio completa no duelo contra o time carioca na casa corinthiana, a marca de 250 jogos com a camisa do Timão. Como um dos jogadores mais experientes do elenco, o arqueiro afirmou que é importante dar apoio aos recém-chegados no elenco, que sofreu um desmanche significativo ao da temporada passada, em que foi hexacampeão do Brasileirão.

"Tem Fagner, Uendel, Cristian... mas perdemos muitos jogadores, teve uma reformulação, são jogadores que estão conhecendo o Corinthians, jogar na Arena, entender como é ser vaiado, há uma adaptação. Sei que a gente vem de derrota, mas pedimos que a torcida nos apoie, nos empurre. É preciso que a torcida e todo mundo esteja junto para fazermos o melhor e buscar a vitória para o Corinthians”, finalizou.

Veja Mais:

  • Artilheiro do Brasileirão, Jô pode levar novo gancho do STJD

    Jô e Clayson, do Corinthians, voltam a ser julgados no STJD

    ver detalhes
  • Antonio Roque Citadini é candidato da oposição à presidência do Timão

    Em defesa à Arena, Citadini lembra crime fiscal de Andrés: 'Arrebentou com as finanças'

    ver detalhes
  • Pablo foi campeão paulista e brasileiro pelo Corinthians em 2017

    Corinthians volta a negociar com Pablo e pode contratá-lo para 2018, diz portal

    ver detalhes
  • Vasconcelos deve ter contrato estendido com o Timão até o fim de 2019

    Corinthians prepara extensão de contrato a artilheiro da Copinha

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes