Tite fala sobre saída do Corinthians e sonho de Seleção: 'Fui um pouquinho egoísta'

Tite fala sobre saída do Corinthians e sonho de Seleção: 'Fui um pouquinho egoísta'

Por Meu Timão

20 mil visualizações 173 comentários Comunicar erro

Técnico Tite admitiu ter sido egoísta com Corinthians

Técnico Tite admitiu ter sido egoísta com Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O técnico Tite revelou, na noite dessa terça-feira, em entrevista publicada pela Espn, detalhes de seu acerto com a Seleção Brasileira e consequentemente de sua saída do Corinthians. Treinador com mais títulos na história do Timão, ele admitiu a dificuldade decidir trocar o clube pela Amarelinha.

A saída de Tite do Corinthians aconteceu na véspera do jogo contra o Fluminense, válido pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro, em junho. Na ocasião, a equipe finalizava a preparação horas antes de viajar a Brasília, palco da partida.

"Foi muito difícil, eu vou dizer o porquê. Eu não vou fazer demagogia. Eu decidi, nessa situação, era 2 horas da tarde, antes de um treinamento que antecedia o nosso jogo, um jogo que tinha contra o Fluminense. E pós-sim, uma conversa inicial que nós tínhamos tido. E eu não tinha convicção. Eu tinha muitas dúvidas", declarou Tite.

"E principalmente das dúvidas que eu tinha eram por um trabalho e por pessoas dentro do Corinthians que eu tenho um respeito, uma admiração muito grande, e uma gratidão muito grande e um trabalho a médio e longo prazo. Estou falando do presidente Roberto e falando dele eu falo de todas as pessoas na sua sequência", completou.

O que pesou para o "sim" ao convite da CBF foi justamente um dos pilares da filosofia de trabalho de Tite: a questão do momento. Na visão do treinador, aquele era o momento em que nenhum outro técnico estava em melhor condição de assumir a Seleção. Assim, foi necessário tomar uma atitude "egoísta" com o Corinthians para realizar seu sonho.

"E que foi feito um projeto para esse tipo de trabalho, e ao mesmo tempo um sonho meu que algumas oportunidades já haviam acontecido. E que daqui a pouco eu digo 'se esse é meu momento, e daqui a pouco vem outro profissional e vai ser o momento de outro' não é uma questão de ser melhor, mas do momento de cada um. Digo, e aí? Vai surgir de novo uma possibilidade? Eu vou conseguir me realizar profissionalmente de novo com essa oportunidade?", questionou.

"A vinda para cá, a conversa com o presidente Del Nero e a colocação da busca e da condução do futebol especificamente nesse primeiro estágio, ele foi determinante para deixar, assim… Eu acho que eu fui um pouquinho egoísta. Deixa eu satisfazer o meu sonho e poder ter a minha oportunidade de ser técnico da Seleção Brasileira", explicou.

Veja Mais:

  • Matheus foi recepcionado por Emerson Sheik no CT do Corinthians

    Perto de ser anunciado, atacante vai ao CT do Corinthians e recebe boas-vindas de Sheik

    ver detalhes
  • Contratações do Corinthians para 2018: Ralf, Marllon & cia chegam pra resolver?

    VÍDEO | Contratações do Corinthians para 2018: Ralf, Marllon & cia chegam pra resolver?

    ver detalhes
  • Quinto andar do Parque São Jorge ferve em busca de cargos

    Com 38 vagas em cinco órgãos do Corinthians, quinto andar vira o 'Congresso'; Andrés quebra a cabeça

    ver detalhes
  • Com lesão no joelho, Marquinhos precisará de um mês de recuperação

    Corinthians confirma lesão de Marquinhos Gabriel; veja prazo de recuperação

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes