Tite fala sobre saída do Corinthians e sonho de Seleção: 'Fui um pouquinho egoísta'

Tite fala sobre saída do Corinthians e sonho de Seleção: 'Fui um pouquinho egoísta'

Por Meu Timão

Técnico Tite admitiu ter sido egoísta com Corinthians

Técnico Tite admitiu ter sido egoísta com Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O técnico Tite revelou, na noite dessa terça-feira, em entrevista publicada pela Espn, detalhes de seu acerto com a Seleção Brasileira e consequentemente de sua saída do Corinthians. Treinador com mais títulos na história do Timão, ele admitiu a dificuldade decidir trocar o clube pela Amarelinha.

A saída de Tite do Corinthians aconteceu na véspera do jogo contra o Fluminense, válido pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro, em junho. Na ocasião, a equipe finalizava a preparação horas antes de viajar a Brasília, palco da partida.

"Foi muito difícil, eu vou dizer o porquê. Eu não vou fazer demagogia. Eu decidi, nessa situação, era 2 horas da tarde, antes de um treinamento que antecedia o nosso jogo, um jogo que tinha contra o Fluminense. E pós-sim, uma conversa inicial que nós tínhamos tido. E eu não tinha convicção. Eu tinha muitas dúvidas", declarou Tite.

"E principalmente das dúvidas que eu tinha eram por um trabalho e por pessoas dentro do Corinthians que eu tenho um respeito, uma admiração muito grande, e uma gratidão muito grande e um trabalho a médio e longo prazo. Estou falando do presidente Roberto e falando dele eu falo de todas as pessoas na sua sequência", completou.

O que pesou para o "sim" ao convite da CBF foi justamente um dos pilares da filosofia de trabalho de Tite: a questão do momento. Na visão do treinador, aquele era o momento em que nenhum outro técnico estava em melhor condição de assumir a Seleção. Assim, foi necessário tomar uma atitude "egoísta" com o Corinthians para realizar seu sonho.

"E que foi feito um projeto para esse tipo de trabalho, e ao mesmo tempo um sonho meu que algumas oportunidades já haviam acontecido. E que daqui a pouco eu digo 'se esse é meu momento, e daqui a pouco vem outro profissional e vai ser o momento de outro' não é uma questão de ser melhor, mas do momento de cada um. Digo, e aí? Vai surgir de novo uma possibilidade? Eu vou conseguir me realizar profissionalmente de novo com essa oportunidade?", questionou.

"A vinda para cá, a conversa com o presidente Del Nero e a colocação da busca e da condução do futebol especificamente nesse primeiro estágio, ele foi determinante para deixar, assim… Eu acho que eu fui um pouquinho egoísta. Deixa eu satisfazer o meu sonho e poder ter a minha oportunidade de ser técnico da Seleção Brasileira", explicou.

Veja Mais:

  • Desfalque diante do Vitória, Pablo está recuperado e deve viajar a Goiânia

    Treino do Corinthians tem rachão com 'morte súbita', 'desafio' a Clayson e disputa de pênaltis

    ver detalhes
  • Roberto (à esq.) está pessimista por negócio com Cicinho

    Roberto de Andrade esclarece especulações, vê Cicinho distante e abre o jogo sobre Nenê

    ver detalhes
  • Nenê foi oferecido nos últimos dias para a diretoria do Corinthians

    Nenê é oferecido ao Corinthians; até troca com dois jogadores alvinegros é sugerida

    ver detalhes
  • Desde agosto no Leganés, Luciano atuou em 27 jogos e marcou quatro gols, um deles sobre o Real Madrd

    Com sondagens de México e Turquia, corinthiano Luciano tem semana decisiva na Espanha

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes