Após recentes conflitos, PM define esquema de segurança para Corinthians e Fluminense na Arena

Após recentes conflitos, PM define esquema de segurança para Corinthians e Fluminense na Arena

Por Meu Timão

A expectiva é que 18 mil torcedores compareção na Arena neste domingo

A expectiva é que 18 mil torcedores compareção na Arena neste domingo

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Após recente incidente na Arena em Itaquera, a Polícia Militar definiu na última sexta-feira o esquema de segurança que será adotado no duelo entre Corinthians e Fluminense no estádio, neste domingo. O confronto acontece às 16h, válido pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Em reunião realizada no 2ª Batalhão de Choque, presidida pelo Capitão Vilariço e com a presença de representantes do Corinthians, da Federação Paulista de Futebol (FPF), da Companhia de Engenharia de Tráfego, do Metrô, da Linha 4 Amarela e da Guarda Civil Metropolitana (GCM), a entidade definiu o sistema de policiamento para o duelo.

Dos 45 mil ingressos disponíveis à venda, 14 mil já foram vendidos. A expectativa é que cerca de 18 mil torcedores marcarão presença no estádio alvinegro, onde a torcida visitante só pode comprar entradas somente neste domingo, no portão G.

A abertura dos portões da casa corinthiana acontece a partir das 14h deste domingo. Porém, vale lembrar que as entradas O (arquibancada Norte), J, L e M (do setor Leste Superior), e D (do setor Oeste Inferior) estarão fechadas e continua a proibição da presença de torcidas organizadas, inclusive a de visitantes.

A decisão foi tomada pelo Supremo Tribunal de Justiça Despotivo, que proibiu o clube de vender ingressos à organizadas, após o confronto entre torcedores corinthianos e a Polícia Militar durante o clássico contra o Palmeiras, no sábado passado, pelo Brasileirão. Além disso, a entidade determinou a interdição do setor Norte da Arena, local onde ocorreu a confusão.

Veja Mais:

  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes