Conmebol anuncia mudanças, e Libertadores será disputada de fevereiro a novembro a partir de 2017

Conmebol anuncia mudanças, e Libertadores será disputada de fevereiro a novembro a partir de 2017

163 mil visualizações 208 comentários Comunicar erro

Corinthians foi campeão da edição 2012 da Libertadores

Corinthians foi campeão da edição 2012 da Libertadores

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Enquanto o Corinthians segue na luta por uma vaga na Libertadores de 2017, seja via G4 do Brasileirão ou título da Copa do Brasil, a Conmebol anuncia um pacote de mudanças no principal torneio sul-americano de futebol. A principal novidade diz respeito à duração da competição, que se estenderá por praticamente todo o ano.

Em um modelo parecido ao que acontece atualmente com a Liga dos Campeões da Europa, a Libertadores, a partir de 2017, será disputada de fevereiro a novembro. Haverá, portanto, um aumento de 27 para 42 semanas de competição. A Copa Sul-Americana acontecer

A mudança, de acordo com comunicado emitido pela entidade à imprensa, tem como principal objetivo "harmonizar os calendários das competições com os torneios locais de cada país". Para acompanhar as novidades, a tendência é a CBF também alterar seu calendário.

Uma consequência positiva para os clubes que avançarem às fase finais da Libertadores neste novo formato é a provável permanência de seus principais jogadores. No atual formado, as equipes que se destacam são desmanchadas no meio da temporada em meio a propostas de todos os cantos do mundo.

Uma alteração considerável diz respeito à final da Libertadores. Agora a decisão será disputada em jogo único e em campo neutro. "Analisando estatística das finais da Copa Libertadores, mandante no segundo jogo ganhou 7 de 10. Justiça desportiva exige final única em campo neutro", explicou o paraguaio Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol.

Outra novidade anunciada pela Conmebol é de que dez dos clubes eliminados ainda na fase de grupos da Libertadores ganharão vaga na Copa Sul-Americana. A inspiração é a Liga dos Campeões da Europa, onde os times eliminados que tiveram campanha satisfatória ganham direito de disputar a Liga Europa.

"Por muito tempo os clubes vêm tendo de escolher entre priorizar os torneios sul-americanos ou os nacionais. E isso afeta a qualidade de ambas as competições", argumentou Domínguez.

Veja Mais:

  • Carille, alvo de interesse de Al-Hilal, afirmou que a imprensa 'mente demais'

    Associação de jornalistas de São Paulo emite nota de repúdio por declarações de Carille

    ver detalhes
  • Corinthians de Maycon, Júnior DUtra & cia. está na terceira posição no Brasileirão

    Sexta rodada acaba, e Corinthians segue 'nas cabeças' do Brasileirão; veja classificação

    ver detalhes
  • Sheik deve renovar até o final da temporada

    Diretoria liga alerta para cinco atletas com contratos no fim; Sheik acerta acordo por renovação

    ver detalhes
  • Ralf trabalhou ao lado de auxiliar da preparação física do Corinthians

    Ralf vai a campo pela primeira vez após cirurgia

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes