Corinthians vence Cruzeiro e leva vantagem para Minas Gerais

Corinthians Corinthians 2 x 1 Cruzeiro Cruzeiro

Copa do Brasil 2016

Corinthians vence Cruzeiro e leva vantagem para Minas Gerais

Por Meu Timão

Romero comemora gol e fim da zica na Arena Corinthians

Romero comemora gol e fim da zica na Arena Corinthians

Foto: Daniel Augusto Junior/Agência Corinthians

Na noite desta quarta-feira, o Timão entrou em campo para o primeiro dos dois confrontos decisivos pelas quartas-de-final da Copa do Brasil. Contra o Cruzeiro de Mano Menezes, a equipe comandada por Fábio Carille conquistou a vitória por 2 a 1 e saiu com a vantagem para a partida decisiva em Minas.

Com ambas as equipes em má fase no Brasileirão o jogo trazia um desafio ainda maior para seus treinadores. Enquanto no Corinthians a pressão era total pela vitória e uma classificação para a semifinal, o Cruzeiro, na zona de rebaixamento, acabou optando por uma equipe reserva.

Para preservar a equipe, Mano optou por manter de fora quatro jogadores que figuram no time principal: Ábila, Arrascaeta, Bruno Rodrigo e Alisson. No time alvinegro, Cássio foi a única ausência após sentir dores no ombro, fruto de um choque na partida do fim de semana contra o Fluminense.

Assim, o Timão entrou em campo com um elogiadíssimo Walter no gol, além da seguinte composição de linha: Fagner, Yago, Fabián Balbuena e Guilherme Arana; Camacho; Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto, Rodriguinho (capitão) e Marlone; Ángel Romero.

Primeiro tempo

Com a capacidade da Arena limitada pela interdição parcial do Setor Norte, a torcida alvinegra fez o pior público da história do estádio, mas apoiou muito a equipe nos minutos iniciais de jogo. A cantoria, porém, não ajudou muito a equipe que teve atuação apaga no primeiro terço da partida.

As primeiras chegadas foram da equipe celeste que se apresentou também com um sistema defensivo muito bem estruturado, e dificultou a vida do Corinthians. A estratégia evitou as chegadas do Timão ao ataque, que só conseguiu o primeiro chute aos 15 minutos. No lance, Fagner tocou a bola para Giovanni Augusto na entrada da área, que cruzou para Marlone ajeitar para Rodriguinho. O meia bateu para fora e lamentou a oportunidade perdida.

Após o lance, o Corinthians aumentou o volume de jogo. Prendeu a bola e ganhou mais posse na partida. O Cruzeiro, porém, continuou perigoso pois explorava os contra ataques em velocidade. Walter, porém, mostrou que mereceu a confiança da Fiel e fez boas defesas no primeiro tempo. A etapa terminou sem gols.

Segundo tempo

A segunda etapa mal começou e o Corinthians abriu o placar com gol, antes dos 2 minutos de jogo. Rodriguinho bateu de fora da área, e deu rebote. Romero estava no lance, mas a arbitragem marcou gol contra, no desvio do zagueiro Leo.

A redenção para Romero, no entanto, veio poucos minutos depois. Aos 8 minutos, Marlone cruzou para o atacante paraguaio que mandou para as redes e ampliou o placar para o Timão. Com a bandeira do Paraguai lançada pela Fiel, Angel comemorou muito e fingiu limpar o uniforme, para representar o fim da seca de gols que marcava o ataque corinthiano.

O Cruzeiro até tentou devolver, mas Walter, mostrando que está mesmo em grande fase, fez duas boas defesas e evitou a reação do time mineiro aos 14 minutos. Na sequência do lance, Mano optou pela primeira substituição: sacou Ariel Cabral para a entrada de Arrascaeta.

O Timão continuou melhor, pressionando e criando boas chances no ataque, por isso, o treinador cruzeirense continuou a mexer. Aos 26 minutos, foi a vez de entrar Ábila na vaga de Rafael Sóbis e aos 28, Alisson entrou no lugar do ex-corinthiano Willian, fazendo a última alteração.

Aos 30 minutos, Carille decidiu fazer a primeira alteração do lado alvinegro. O volante Willians foi chamado, mas foi recebido com muitas vaias pela torcida ainda no banco de reservas. O treinador ouviu a Fiel e decidiu atrasar a alteração.

No lance seguinte, porém, um contra ataque da equipe celeste se aproveitou do erro defensivo do Timão para diminuir a diferença. Robinho marcou e conseguiu um perigoso gol fora de casa, que coloca o Cruzeiro em vantagem em caso de vitória por 1 a 0 no jogo da volta.

Após o gol, a troca foi efetivada no Timão: Rodriguinho deixou o gramado para a entrada de Willians, dessa vez aceito sem maiores críticas pela Fiel. Lucca foi a segunda mexida, aos 38 minutos, entrando no lugar de Romero que deixou o campo aplaudido pela Fiel e pelo companheiro que o substituiu. A terceira e última mudança foi aos 42, com a entrada de Rildo no lugar de Marlone, porém, o placar não mais se alterou até o apito final.

Com o resultado, o Corinthians leva para Minas Gerais a vantagem no placar, e se classifica em caso de vitória simples ou empate. A partida de volta acontece apenas no dia 19 de outubro, no Mineirão, em Belo Horizonte.

Enquanto isso, o Timão terá quatro compromissos pelo Campeonato Brasileiro: Botafogo, Atlético-MG, Santa Cruz e América-MG, sendo o mandante apenas nos dois jogos contra as duas equipes mineiras.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida entre Corinthians e Cruzeiro

  • 1000 caracteres restantes