Conmebol só permitirá que clubes disputem Libertadores se tiverem times femininos

5.5 mil visualizações 55 comentários

Por Meu Timão

Corinthians reativou seu time feminino nesta temporada

Corinthians reativou seu time feminino nesta temporada

Divulgação

Na mesma semana em que anunciou uma série de novidades em seu principal torneio interclubes, a Conmebol tomou uma importante decisão visando valorizar as equipes femininas de futebol. Nesta sexta-feira, a entidade aprovou o novo regulamento de licenciamento de clubes, que passará a valer até 2018. Nele, está incluída uma regra que obriga os clubes participantes da Libertadores a terem um time feminino. A medida passa a valer a partir de 2019.

"O solicitante (a disputar a competição) deverá ter uma equipe feminina ou associar-se a um clube que possua a mesma. Ademais, deverá ter ao menos uma categoria juvenil feminina, ou associar-se a um clube que possua a mesma (...) Em ambos os casos, o solicitante deverá prover suporte técnico e todo o equipamento e infraestrutura (campo de jogo para disputa das partidas e de treino) necessários para o desenvolvimento de ambas as equipes em condições adequadas", diz o documento, conforme reproduzido pela Espn.

A Conmebol ainda faz questão de enfatizar que é necessário a equipe participar de competições nacionais e/ou regionais reconhecidas pela confederação responsável pelo futebol em seu país. O Corinthians, no caso, atualmente, não teria problema, pois tem parceria com o Audax e viu sua equipe feminina fazer boa campanha nas edições de 2016 do Paulistão e do Brasileirão - nessa quarta, avançou às semifinais da Copa do Brasil da categoria.

Chama atenção o fato de que muitos clubes tradicionais do futebol brasileiro, hoje, estariam vetados da Libertadores por conta da nova regra. Para se ter ideia, entre as agremiações da Série A do Brasileirão, apenas Corinthians, América-MG, Flamengo, Santos e Vitória tiveram equipes femininas no último Brasileirão da categoria.

Vale destacar que a Libertadores tem sua edição feminina disputada anualmente desde 2009. O critério para um clube ser incluído é ter vencido o principal campeonato nacional no ano anterior, ser o atual campeão sul-americano ou ter sido convidado por ser do país-sede. O São José, com três títulos é o maior campeão. O Corinthians, que reativou seu time nesta temporada, não tem participações.

Veja Mais:

  • Conselho não aprovou as contas do Corinthians em 2019

    Conselho Fiscal recomenda reprovação de contas de 2019 e questiona ausência de dívida por Jucilei

    ver detalhes
  • [Marco Bello] Como o Corinthians vai quitar a dívida com a Odebrecht pela construção da Arena

    ver detalhes
  • Jô pode assumir a titularidade do ataque do Corinthians no segundo semestre de 2020

    De Sidcley a Jô: podcast do Meu Timão debate ao vivo a nova escalação do Corinthians; veja detalhes

    ver detalhes
  • Ruan vinha sendo um dos grandes nomes do Sub-20 do Corinthians

    Corinthians trabalha para estender empréstimo de meia promovido por Tiago Nunes na volta aos treinos

    ver detalhes
  • Último jogo do Corinthians foi no dia 15 de março, com Arena vazia

    FPF define data para retorno do Paulistão e aguarda aval das autoridades para anunciar retomada

    ver detalhes
  • Maria Luiza, de 2, e Felipe, de 5 anos, já têm seus respectivos totens na Arena Corinthians

    Filhos de Cássio estarão na arquibancada da Arena Corinthians após paralisação

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: