'Foi um dos maiores sufocos que levei na carreira', diz Cristóvão sobre jogo à frente do Corinthians

'Foi um dos maiores sufocos que levei na carreira', diz Cristóvão sobre jogo à frente do Corinthians

Por Meu Timão

Cristóvão se viu pressionado logo em seu primeiro desafio, contra o Atlético-MG

Cristóvão se viu pressionado logo em seu primeiro desafio, contra o Atlético-MG

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O técnico Cristóvão Borges, que comandou o Corinthians de junho a setembro, fez uma revelação bastante curiosa durante participação no programa Bola da Vez, da Espn, na noite dessa terça-feira. Além de contar quais vendas de jogadores foram determinantes no insucesso de seu trabalho, o comandante afirmou ter levado "um dos maiores sufocos da carreira" em uma das 18 partidas que fez à frente do Timão.

Qual jogo? Justamente a estreia, contra o Atlético-MG, em duelo válido pelo primeiro turno do Brasileirão. Curiosamente adversário do Corinthians na noite desta quarta-feira, o time de Belo Horizonte venceu aquele duelo por 2 a 1 após massacrar o Timão no primeiro tempo.

"Atlético-MG foi minha estreia. Aqueles primeiros 20 minutos foram um dos maiores sufocos que levei na minha carreira. O Atlético-MG voando. Mas ali vi que o sistema defensivo do Corinthians era admirável. O Cássio quase não tocou na bola", declarou.

Apesar dos elogios à defesa, Cristóvão teve de reconhecer a ineficiência do sistema ofensivo do Corinthians. E foi logo em sua primeira partida, em meio à lavada tática que estava levando de Marcelo Oliveira, que o treinador decidiu fazer modificações do meio de campo para frente, como as entradas de Romero e Luciano.

"Fui analisar. E não chutamos no gol adversário. Precisávamos de força ofensiva. Aí troquei o sistema. Foi aí que coloquei Romero, o próprio Luciano... Só que esse processo todo é instável e natural. É de montagem. Palmeiras e Flamengo já estão montados. Corinthians é diferente, ainda está sendo montado", disse.

Palmeiras e Flamengo, citados por Cristóvão, ocupam hoje a primeira e a segunda posições na classificação do Brasileirão. O Corinthians, por sua vez, entra na atual rodada em sétimo lugar, brigando por um lugar no G6.

Veja Mais:

  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, à direita, deve retornar ao time; Léo Jabá é dúvida

    Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para encarar Palmeiras

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assumiu presidência do Corinthians em fev/2015 e segue até fev/2018

    Conselheiros barram votação do impeachment, e Roberto de Andrade segue presidente do Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes