Alerta para as contas da Arena: renda líquida despenca junto com público; veja involução

Alerta para as contas da Arena: renda líquida despenca junto com público; veja involução

Arena Corinthians tem contas a serem pagas, mas vê público (e renda) despencarem

Arena Corinthians tem contas a serem pagas, mas vê público (e renda) despencarem

Foto: Facebook/Arena Corinthians

A queda de público registrada na Arena Corinthians nas últimas semanas interfere diretamente na arrecadação do fundo de investimento responsável pelo pagamento dos empréstimos que viabilizaram a construção do próprio estádio. Conforme levantado pelo Meu Timão e mostrado abaixo, a arrecadação líquida vem atingindo valores preocupantes.

Última partida que recebeu um público considerado bom para os padrões da Arena, o Dérbi do dia 17 de setembro, que teve quase 40 mil pagantes, rendeu R$ 2.344.829,00 de arrecadação bruta. Com os descontos das despesas registradas no borderô, o valor líquido que foi para o fundo de investimento é de R$ 1.453.625,25. Foram cortados, assim, 39% da grana.

Para efeito de comparação, a última partida do Corinthians no Pacaembu como mandante registrou R$ 1.060.578,44 de renda líquida. Na ocasião, contra o Flamengo, pelo Brasileirão de 2014, 36.402 torcedores deixaram R$ 1.532.279,50 nas bilheterias. Ou seja, um corte de 31% em relação à renda bruta.

E é justamente esse aumento de despesas da Arena - em relação ao Pacaembu, por exemplo - que preocupa. Pela primeira vez em seus quase dois anos e meio de funcionamento, o estádio do Corinthians está convivendo com baixos públicos. E com eles, baixíssimas rendas líquidas.

Na última quarta-feira, contra o Atlético-MG, a Arena registrou seu pior público pagante da história: 17.135. Para o fundo de investimento, foram apenas R$ 282.347,98. O baixo valor assusta se for levado em consideração o fato de que a arrecadação dos jogos é a principal fonte de receita para pagar as contas do estádio.

Somente para a Caixa Econômica Federal, o fundo deve R$ 400 milhões. Tomando como parâmetro a renda líquida da última quarta-feira, seriam necessários mais de 1.400 jogos entre Corinthians e Atlético-MG para pagar tal dívida.

Confira abaixo a queda de público e renda da Arena:

Corinthians 0 x 2 Palmeiras (17/9)
Público: 39.879
Renda bruta: R$ 2.344.829,00
Renda líquida: R$ 1.453.625,25

Corinthians 1 x 0 Fluminense (21/9)
Público: 20.614
Renda bruta: R$ 1.103.889,50
Renda líquida: R$ 483.187,93

Corinthians 0 x 1 Fluminense (25/9)
Público: 18.838
Renda bruta: R$ 914.004,50
Renda líquida: R$ 389.141.,58

Corinthians 2 x 1 Cruzeiro (28/9)
Público: 18.796
Renda bruta: R$ 961.342,00
Renda líquida: R$ 358.742,63

Corinthians 0 x 0 Atlético-MG (5/10)
Público: 17.135
Renda bruta: R$ 760.443,00
Renda líquida: R$ 282.347,98

Veja Mais:

  • Jogadores do Corinthians comemoraram (e muito!) gol de Jadson na Arena do Grêmio

    Paulo Roberto dá show, Cássio pega pênalti, Corinthians vence Grêmio e dispara rumo ao hepta

    ver detalhes
  • Cássio fez grande partida neste domingo, pegando até pênalti

    Defesa do Corinthians prova sua força e destrói marca de oito meses do ataque gremista

    ver detalhes
  • Estádio do Patriotas está apto para receber a partida

    Estádio do Patriotas realiza melhorias de iluminação para receber o Corinthians

    ver detalhes
  • Gramado da Arena Corinthians está mais suscetível a 'escorregões' por excesso de umidade

    Gramado da Arena Corinthians 'chegou no limite', diz presidente de empresa responsável

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes