Guilherme desabafa sobre saída do time e confessa: 'Não sei até hoje por quê'

5.7 mil visualizações 124 comentários

Por Meu Timão

Guilherme não vem tendo espaço no Corinthians

Guilherme não vem tendo espaço no Corinthians

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O meia Guilherme, que voltou a ser relacionado pela primeira vez após mais de um mês se recuperando de lesão muscular, ainda parece bastante incomodado com sua trajetória nesta primeira temporada no Corinthians. Após permanecer no banco de reservas ao longo dos 90 minutos na noite dessa quarta-feira, contra o Atlético-MG, na Arena, o camisa 10 do Timão sinalizou chateação com decisões tomadas por Tite e Cristóvão Borges, que teriam afetado seu desempenho dentro de campo.

Com Tite, Guilherme foi exaustivamente testado em função similar à desempenhada por Renato Augusto em 2015, quando o meia divide as funções de armar e marcar. Pouco antes de a CBF contratar o técnico para o comando da Seleção Brasileira, o camisa 10 passou a atuar com mais liberdade ofensiva (posição considerada ideal pelo próprio atleta). A chegada de Cristóvão Borges, contudo, culminou na ida do jogador para o banco de reservas. Recentemente, inclusive, o ex-treinador do Timão explicou que, logo em sua estreia, sentiu necessidade de mexer no setor ofensivo da equipe.

"Quando cheguei fui fazer função de 4-1-4-1 que nunca tinha feito na minha vida, sofri para poder fazer, fui cobrado por uma melhora ofensiva, mas como eu marcava muito tinha dificuldade. Aí saí do time, e quando retornei foi com um ajuste. Aí sim no lugar perfeito para mim, ideal, com dois volantes por trás. Joguei sete ou oito jogos dessa forma em crescente, uma evolução muito boa. E de repente eu saí, não sei até hoje por quê. Não foi tecnicamente, taticamente, não foi um motivo dentro do campo, talvez só uma opção", declarou o jogador, na saída da Arena, já na madrugada desta quinta-feira.

Fato é que Guilherme passou os oito jogos anteriores ao dessa quarta-feira sem poder ser relacionado. O próprio meia acabou agravando seu estado clínico ao atuar com um princípio de lesão muscular. Nesse período de afastamento, Rodriguinho vem desempenhando a função de meia centralizado.

"Fiquei durante três meses no banco e nunca entrei em uma função confortável. Como titular fiz falso 9 em três jogos antes de me machucar e a lesão acabou interrompendo. Inclusive na época da lesão estava em uma situação que poderia ser mais simples, mas justamente por não querer sair acabei me prejudicando. Mas foram dias de torcedor, de observar de fora, internalizar algumas coisas e graças a Deus estou de volta e pronto para ajudar, para ter oportunidade de retomar", comentou.

Hoje os números de Guilherme são: 37 jogos disputados ao longo da temporada, sendo apenas 27 como titular.

Veja Mais:

  • Antes da pandemia do novo coronavírus, clube fechou 2019 com déficit de R$ 177 milhões

    Corinthians e outros clube devem ter 'dificuldades de entrar em campo' em 2021, alerta economista

    ver detalhes
  • Por que esses são os corinthianos mais odiados por Palmeiras, São Paulo e Santos?

    VÍDEO: Por que esses são os corinthianos mais odiados por Palmeiras, São Paulo e Santos?

    ver detalhes
  • Volante Ralf foi apresentado no Avaí nesta sexta-feira

    Ralf se diz marcado na história do Corinthians e cita 'página virada' ao vestir camisa do Avaí

    ver detalhes
  • O que ouvimos sobre o novo reforço do Corinthians

    VÍDEO: O que ouvimos sobre o novo reforço do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians interrompeu as atividades do basquete durante pandemia

    Corinthians replaneja quase 50 modalidades devido à pandemia; maioria não deve ser atingida

    ver detalhes
  • Ex-atacante do Corinthians, Célio Taveira morreu aos 79 anos vítima de Covid-19

    Ex-atacante do Corinthians, Célio Taveira morre vítima do novo coronavírus

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: