William Magrão relembra detalhes que impediram sua ida ao Corinthians

William Magrão relembra detalhes que impediram sua ida ao Corinthians

Por Meu Timão

Aos 29 anos, William Magrão defende o Red Bull Brasil atualmente

Aos 29 anos, William Magrão defende o Red Bull Brasil atualmente

Foto: Divulgação/RB Brasil

Atualmente com 29 anos e jogador do Red Bull Brasil, clube do interior paulista, o volante William Magrão carrega consigo uma história digna de reflexões, mais precisamente, a respeito de sua carreira. Em 2011, o jogador foi procurado pelo Corinthians e, por detalhes, não acertou sua ida ao clube, justamente na temporada que antecedeu as maiores conquistas do Timão.

Com saída de Jucilei do elenco corinthiano rumo ao futebol russo, logo após a eliminação do Corinthians na pré-Libertadores para o Tolima, a contratação de um volante passou a ser prioridade no clube. Um dos favoritos por Tite, William Magrão era visto como o principal alvo, porém por problemas burocráticos a negociação não teve um desfecho.

"Eles queriam um volante, e o Tite me queria no Corinthians. Estava tudo certo, mas aconteceram alguns problemas internos lá. Não sei explicar o que aconteceu, mas o negócio não deu certo", disse o volante em entrevista à ESPN.

Empolgado com a transferência na época, o volante, até então no Grêmio, relembrou o insucesso comunicado por seu empresário, além de ressaltar a forte decepção em não defender o manto corinthiano. "Estava no aeroporto em Porto Alegre indo para a São Paulo quando o meu empresário me ligou dizendo que não deu certo. Foi um pouco decepcionante, eu estava prestes a ir para um time do tamanho do Corinthians. Mas fiquei feliz no Grêmio”, complementou.

Sendo assim, sem a transferência, o volante perdeu a oportunidade de marcar presença no elenco que faturou o Campeonato Brasileiro daquele ano, Libertadores e Mundial de Clubes no ano seguinte, além do Campeonato Paulista e Recopa Sul-Americana, em 2013, sob o comando de Tite.

Sem sequência no clube gaúcho, William Magrão deixou Porto Alegre em 2012 para defender a Ponte Preta. Depois de seis meses em Campinas, se transferiu ao Cruzeiro. Em 2013, acertou sua ida ao Figueirense e, a partir daí, passou por equipes de menor expressão e não retornou a clubes da elite nacional.

Hoje no Red Bull Brasil, o experiente jogador é visto como um dos líderes da equipe que disputa a Série A1 do Campeonato Paulista e vem apresentando atuações positivas nas últimas edições do estadual.

Veja Mais:

  • Patch que será usado pelos jogadores no Dérbi de quarta-feira

    Rivalidade à parte: Corinthians e Palmeiras se unem e usarão logo no clássico

    ver detalhes
  • Na última vez em que esteve na Arena, Timão derrotou o Grêmio Novorizontino

    Corinthians muda planos e marca treino para a Arena antes do Dérbi

    ver detalhes
  • Jadson contra o Água Santa no CT do Corinthians

    Jadson melhora, Carille vê chance de reestreia antecipada, mas não diante do Palmeiras

    ver detalhes
  • Guilherme pode perder clássico em Itaquera

    Opção no sábado, Guilherme vira preocupação para Dérbi; goleiro retorna

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes