Juca Kfouri detona Andrés Sanchez e avisa: 'O torcedor tem sido enganado'

174 mil visualizações 154 comentários

Por Meu Timão

Juca Kfouri (à dir.) traçou panorama da crise do Corinthians

Juca Kfouri (à dir.) traçou panorama da crise do Corinthians

Reprodução/ESPN Brasil

Se a fase do Corinthians dentro de campo não é das melhores, fora dele o clube também deixa a desejar. Pelo menos é assim que pensa o jornalista Juca Kfouri, da ESPN Brasil. Torcedor declarado do Timão, o profissional, um dos mais conceituados do país, foi questionado a respeito de quando a crise da equipe paulista deixaria o Parque São Jorge. E sua resposta passou longe da superficialidade.

“O cinismo me leva a responder que (a crise) vai acabar assim que o Corinthians se classificar para a Libertadores (risos). Mas a realidade se impõe, o Corinthians está numa situação mais complicada do que o torcedor pode imaginar. O torcedor tem sido enganado pela direção do Corinthians, o Corinthians e sua direção serão objeto da Operação Lava Jato. O Corinthians está um mato sem cachorro”, iniciou Juca Kfouri durante participação no programa Linha de Passe.

Desafeto declarado de Andrés Sanchez, ex-presidente e ex-superintendente de futebol do Timão, Kfouri criticou a maneira pela qual a Arena Corinthians, erguida em maio de 2014, foi construída. O atual presidente da agremiação, Roberto de Andrade, e o vice André Luiz de Oliveira, conhecido como André Negão, também foram alvo do jornalista.

“Qual era a perspectiva do senhor Andrés Sanchez ao topar fazer o palácio de mármore (Arena)? ‘Vamos ficar no poder, reelegendo presidente, vamos compensar com obras de outras ordens aquilo que a Odebrecht fez aqui e esse estádio vai sair na boa’. Alguma coisa deu errado, chamada Operação Java Jato. Acabou. Vai ter que pagar. Não passava na cabeça deles. (O Andrés) Provou por A mais B por telefone para mim que o Corinthians pagaria o estádio não nos 12 anos a que tinha direito, mas em seis. Não está nem pagando, fez lá um acordo, está esperando que ampliem o prazo”, esbravejou.

A Arena está avaliada em mais de R$ 1,2 bilhão, valor distante do orçado pela diretoria do clube no início do projeto. Embora não tenha revelado qualquer esquema de superfaturamento ilícito nas obras, Juca lamentou a situação financeira do Timão, que não tem data para voltar a lucrar com bilheteria por conta do pagamento do estádio, e citou até Luis Paulo Rosenberg, ex-vice-presidente do clube.

“Claro que a torcida do Corinthians, a força do Corinthians se reconstruir, renascer, sempre existe. Mas com essa gente que está dirigindo o Corinthians... O Corinthians abriu mão do melhor dirigente que teve em décadas, chamado Luis Paulo Rosenberg. Abriu mão. Era o único capaz de ter uma solução de gestão pro estádio do Corinthians. O estádio do Corinthians não é uma barraca de feira na zona leste ou no Ceasa, é uma coisa exige uma capacidade de gestão, uma modernidade no olhar das coisas, um conhecimento de marketing que, certamente, nem o senhor Andrés Sanchez tem, nem o senhor Roberto ‘da’ Nova (de Andrade) tem, nem o André Negrão tem...”, frisou.

Recentemente, André Negão teve o nome relacionado a um esquema bilionário de desvio e lavagem de dinheiro envolvendo a Petrobras e empreiteiras. De acordo com a PF, o cartola do Corinthians teria recebido R$ 500 mil em propina da Odebrecht, responsável pela construção do estádio. No entanto, na data em que o acordo teria sido realizado, Oliveira não ocupava quaisquer cargos no clube.

Antes de passar a palavra, Juca Kfouri ainda mandou um recado ao torcedor: o Timão só voltará aos trilhos quando a chapa política “Renovação e Transparência, no poder desde 2007, se enfraquecer. “Se eu tiver que responder a essa pergunta, quando a direção (deixar o Corinthians). E vai demorar, até porque estão lá arraigados e tal, tem o esquema todo. Mas o Corinthians está numa situação mais delicada do que o torcedor pode imaginar”, finalizou.

Aí tem... - A Arena Corinthians voltou a aparecer nos noticiários por suspeitas de irregularidades e atitudes suspeitas tomadas pela Odebrecht durante as obras do estádio. Em reportagem publicada pela Folha de S. Paulo neste domingo, foi revelado um socorro dado pela Caixa Econômica Federal à construtora no valor de R$ 350 milhões.

Veja mais em: Andrés Sanchez.

Veja Mais:

  • [Marco Bello] Como o Corinthians vai quitar a dívida com a Odebrecht pela construção da Arena

    ver detalhes
  • Jô pode assumir a titularidade do ataque do Corinthians no segundo semestre de 2020

    De Sidcley a Jô: podcast do Meu Timão debate ao vivo a nova escalação do Corinthians; veja detalhes

    ver detalhes
  • Ruan vinha sendo um dos grandes nomes do Sub-20 do Corinthians

    Corinthians trabalha para estender empréstimo de meia promovido por Tiago Nunes na volta aos treinos

    ver detalhes
  • Último jogo do Corinthians foi no dia 15 de março, com Arena vazia

    FPF define data para retorno do Paulistão e aguarda aval das autoridades para anunciar retomada

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez aguarda dinheiro de Pedrinho, mas transferência do meia ao Benfica-POR já estará contabilizada no balancete de 2020

    Corinthians prepara balancete de 2020 e incluirá dívida de mais de R$ 20 milhões com J. Malucelli

    ver detalhes
  • Maria Luiza, de 2, e Felipe, de 5 anos, já têm seus respectivos totens na Arena Corinthians

    Filhos de Cássio estarão na arquibancada da Arena Corinthians após paralisação

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: