Em luta por aumento da carência, Corinthians obtém apenas 'alívio parcial' da Caixa pela Arena

Em luta por aumento da carência, Corinthians obtém apenas 'alívio parcial' da Caixa pela Arena

Por Meu Timão

Arena Corinthians, que tem Andrés Sanchez como homem-forte, sofre com dívidas de sua construção

Arena Corinthians, que tem Andrés Sanchez como homem-forte, sofre com dívidas de sua construção

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O pagamento das dívidas referentes à construção da Arena Corinthians segue dando dor de cabeça ao clube do Parque São Jorge. Batalhando nos bastidores desde abril por um aumento no período de carência do empréstimo de R$ 400 milhões do BNDES, o Timão conseguiu apenas um "apoio parcial" da Caixa, intermediadora do negócio. A informação foi publicada nesta terça-feira pelo portal Uol Esporte.

Alegando que demais estádios da Copa do Mundo de 2014 que tiverem obras financiadas por empréstimos do Estado tiveram período de carência de 36 meses, o Corinthians, que inicialmente teve apenas 19 meses, vem tentando aumentar tal prazo em mais 17 meses. O objetivo da diretoria é ter mais tempo para juntar dinheiro da arrecadação da própria Arena e, assim, conseguir quitar a dívida dentro do prazo usando apenas o fundo que administra as contas do estádio, sem precisar abrir os cofres do clube.

Em abril deste ano, o Corinthians deixou de pagar as parcelas mensais que giram em torno de R$ 5 milhões, justamente por conta da luta por aumento de carência. Nesse período, contudo, o fundo da Arena está tendo de desembolsar pagamento de juros. E tal quantia, pelo acordo que vem sendo firmado com a Caixa, não entrará no novo período de carência, tendo assim de ser pago mensalmente independentemente de o clube conseguir mais meses para voltar a pagar as parcelas.

A principal preocupação do Corinthians é não ter dinheiro suficiente oriundo da Arena para bancar o pagamento das dívidas. Com a renda líquida de bilheteria caindo ladeira abaixo nas últimas semanas e o insucesso no acordo pelos naming rights do estádio, ter de pagar os juros fora de um eventual novo período de carência pode atrapalhar bastante as contas do clube.

Veja Mais:

  • Corinthians volta a brincar sobre confusão do Dérbi e promete novidade no uniforme

    Corinthians volta a brincar sobre confusão do Dérbi e promete novidade no uniforme

    ver detalhes
  • Furlan apita sexta partida do Corinthians na carreira

    Após polêmica no Dérbi, FPF define trio de arbitragem para próximo jogo do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assegurou que o espaço (acima do número) está livre para ser negociado

    Patrocinador não cumpre acordo e Corinthians já negocia espaço do uniforme

    ver detalhes
  • Jadson deve reestrear pelo Corinthians apenas na próxima quarta-feira

    Corinthians divulga lista de relacionados para pegar Mirassol sem nenhum meia

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes