Em desembarque, Fagner fala sobre briga em treino e chegada de Oswaldo de Oliveira

Em desembarque, Fagner fala sobre briga em treino e chegada de Oswaldo de Oliveira

Por Meu Timão

Titular do Corinthians, Fagner defendeu a Seleção Brasileira nas vitórias sobre Bolívia e Venezuela

Titular do Corinthians, Fagner defendeu a Seleção Brasileira nas vitórias sobre Bolívia e Venezuela

Foto: Pedro Martins/MoWA Press

Desfalque do Corinthians no duelo desta quarta-feira à noite, contra o Santa Cruz, o lateral-direito Fagner abriu o jogo a respeito dos principais assuntos da semana do clube durante o desembarque da Seleção Brasileira no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, pela manhã. Um dos líderes do elenco alvinegro, o jogador revelou que soube da agressão de Vilson em Marciel pela imprensa.

“Fiquei sabendo. Não é normal, não é um hábito acontecer. Mas já foi esclarecido. Pediram desculpas e estão numa boa”, afirmou Fagner. “Temos que procurar minimizar isso para que não aconteça algo pior. Ou para não colocar coisas onde elas não devem existir”, pregou o ala de 27 anos.

O episódio a que Fagner se refere ocorreu na terça-feira, no último treinamento da equipe paulista antes da viagem a Cuiabá. Depois de receber uma entrada de Marciel, o zagueiro Vilson, irritado, desferiu um soco no rosto do volante, que caiu no campo e não revidou. Apesar de já ter pedido desculpas, o defensor será multado pela diretoria do Timão.

Além da briga entre companheiros, Fagner também comentou a contratação do técnico Oswaldo de Oliveira, ainda não consumada pelo presidente Roberto de Andrade. Segundo o camisa 23, o ex-Sport será bem-vindo para levar o Corinthians à Copa Libertadores da América em 2017.

“Não tenho que aprovar ou desaprovar nada. Sei que ele é um profissional capacitado e que tem história no clube. Espero que ele possa nos ajudar. E espero que a gente possa assimilar o que ele passará para nós”, completou.

Fagner não participou do empate do Timão por 0 a 0 com o Atlético-MG, na semana passada, assim como está fora do compromisso diante do Santa Cruz, logo mais, na Arena Pantanal. Ele foi convocado pelo técnico Tite para os jogos do Brasil frente a Bolívia e Venezuela, ambos pelas Eliminatórias Sul-Americanas à Copa do Mundo, mas sequer entrou em campo.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes