Gavião no portão e tatuagem do Timão: a quem pertence o coração da mãe do goleiro do Palmeiras

Gavião no portão e tatuagem do Timão: a quem pertence o coração da mãe do goleiro do Palmeiras

Por Meu Timão

Mãe do goleiro Jailson recebe reportagem em sua casa. Ao fundo, portão com desenho de gavião

Mãe do goleiro Jailson recebe reportagem em sua casa. Ao fundo, portão com desenho de gavião

Foto: Reprodução/TV

Um dos principais jogadores do Palmeiras neste Campeonato Brasileiro vem de berço corinthiano. Trata-se do goleiro Jailson, que vem substituindo o lesionado Fernando Prass durante boa parte da competição na meta do arquirrival do Corinthians.

Conforme revelado neste domingo pelo programa Esporte Espetacular, a mãe de Jailson, Maria, é torcedora fanática do Corinthians. O portão de sua casa tem um gavião desenhado e sua perna tem uma tatuagem do escudo do Timão.

"Corinthiana doente, tem até tatuagem do Corinthians. Mas agora ela é palmeirense, porque ela torce pro filho dela", admite Jailson. Ao ser questionada pela reportagem da TV Globo, Maria confirmou ser corinthiana e alegou torcer "forçada" pelo Palmeiras.

"Corinthians. Corinthians mesmo", entregou, na lata."Coloco (a camisa) pelo meu filho, pelo meu filho eu coloco. Ando torcendo só porque ele tá lá (Palmeiras)", explicou.

Jailson tem 35 anos e foi contratado pelo Palmeiras em 2014. O goleiro, que diz ser torcedor do arquirrival do Corinthians desde a infância, disputava na época a Série B pelo Ceará.

Veja Mais:

  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes
  • Craque do futsal do Corinthians, Leandro Lino deve jogar pelo Sorocaba em 2017

    Quatro campeões do Corinthians recebem proposta do Sorocaba e devem 'virar casaca' em 2017

    ver detalhes
  • Pelada registrada no Amapá, onde Caio presenciou o tradicional 'futilama'

    Do Amapá à Antártida: torcedor do Corinthians, fotógrafo percorre o mundo em busca de peladas

    ver detalhes
  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes