Roberto Carlos enfrenta mais um julgamento e pode desfalcar

Roberto Carlos enfrenta mais um julgamento e pode desfalcar

Por Meu Timão

Roberto Carlos foi expulso contra o Palmeiras e contra o Santos

Roberto Carlos foi expulso contra o Palmeiras e contra o Santos

O Corinthians não tem compromissos dentro de campo nesta segunda-feira, dia 1 de março, mas o técnico Mano Menezes estará atento a outro problema. O lateral-esquerdo Roberto Carlos terá seu recurso julgado em sessão a partir das 18h no Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD/SP), depois de pegar dois jogos de suspensão em primeira instância. Atuando sob efeito suspensivo depois de cumprir apenas metade da pena, o pentacampeão mundial pode ser desfalque para o jogo contra o Botafogo/SP, na próxima rodada do Campeonato Paulista.

O responsável por tentar reduzir ou obter a absolvição de Roberto Carlos perante os auditores do TJD/SP será o advogado João Zanforlin, que se mostra confiante em obter uma vitória no tribunal. Para ele, o jogador já cumpriu dois jogos depois de ser expulso com pouco tempo de partida e ainda cumprir a automática na rodada seguinte.

“A expectativa é grande, já que todos os julgamentos semelhantes ao do Roberto Carlos naquela sessão de primeira instância tiveram pena de uma partida de suspensão. A possibilidade de mudança é grande no Pleno. Além disso, ele foi expulso aos seis minutos, já tendo ficado de fora de praticamente dois jogos”, disse o advogado João Zanforlin ao site Justicadesportiva.com.br.


A denúncia foi baseada no relato da súmula do árbitro Wilson Luiz Seneme, que expulsou Roberto Carlos com oito minutos de jogo. “Expulso direto, por ter desferido e atingido com um carrinho e uso de força excessiva as pernas de seu adversário de n. 18, Sr. João Arthur Bueno de Camargo (Joãzinho), na disputa de bola. Informo que o jogador atingido prosseguiu na partida normalmente após atendimento médico”. A aplicação do cartão vermelho foi de forma direta.

Roberto Carlos foi denunciado por jogada violenta, como está descrito o artigo 254 do novo Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê de uma a seis partidas de suspensão. A suspensão automática, cumprida diante da Ponte Preta, quando o Timão foi derrotado por 2 a 1, foi subtraída na pena.

Roberto Carlos, após a primeira sessão, virou imediatamente desfalque para a partida contra a Portuguesa. Mas o departamento jurídico do Alvinegro agiu rápido e obteve, no dia seguinte, um efeito suspensivo concedido pelo presidente do tribunal paulista, Ivaney Cayres, que liberou o jogador até que o recurso fosse julgado.

Fonte: UOL

Veja Mais:

  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes
  • Craque do futsal do Corinthians, Leandro Lino deve jogar pelo Sorocaba em 2017

    Quatro campeões do Corinthians recebem proposta do Sorocaba e devem 'virar casaca' em 2017

    ver detalhes
  • Pelada registrada no Amapá, onde Caio presenciou o tradicional 'futilama'

    Do Amapá à Antártida: torcedor do Corinthians, fotógrafo percorre o mundo em busca de peladas

    ver detalhes
  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes

O arbitragem está exagerando contra o Roberto Carlos?

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes