Com ajuda de organizadas, parte dos corinthianos presos no Rio recebe visita de familiares

Com ajuda de organizadas, parte dos corinthianos presos no Rio recebe visita de familiares

Por Lucas Faraldo e Vinicius Souza

Torcedores do Corinthians foram punidos após briga que também teve envolvimento de flameneguistas

Torcedores do Corinthians foram punidos após briga que também teve envolvimento de flameneguistas

Parte dos 30 torcedores do Corinthians presos no Complexo Penitenciário de Bangu há quase um mês receberá visita de familiares pela primeira vez. A Justiça carioca concedeu o benefício há alguns dos corinthianos e liberará a entrada dos entes no presídio nesta sexta-feira.

Conforme apurado pelo Meu Timão, as torcidas organizadas Gaviões da Fiel e Camisa 12 farão uma caravana levando familiares de alguns dos presos ao Rio de Janeiro. Os ônibus sairão de São Paulo no fim da noite desta quinta-feira e devem chegar à cidade carioca na manhã de sexta.

Chama atenção o fato de que nem todos os familiares e/ou advogados dos presos estão cientes da liberação de visitas. Isso acontece pois uma espécie de cadastro dos corinthianos feito na prisão não foi aprovado para todos. Ou seja, muitos ainda não reencontrarão seus entes.

Vale destacar que, mais de três semanas após a prisão dos 30 torcedores, apenas advogados tiveram acesso ao presídio. Afastadas de seus entes, as famílias dos corinthianos - ao menos dois presos injustamente - sofrem com problemas financeiros e emocionais. Nesta quarta-feira, um dos presos, um menor de idade, foi liberado pela Justiça por falta de provas de sua participação no confronto.

O episódio do Maracanã

Antes de a bola rolar para o jogo entre Corinthians e Flamengo, no Maracanã, em 23 de outubro, torcedores rubro-negros inciaram uma confusão com corinthianos no setor de visitantes do estádio. A polícia militar carioca agiu contra a torcida do Timão e assim se iniciou um confronto, no qual policiais acabaram espancados. Como forma de resposta à agressão, a polícia revistou cerca de 3 mil corinthianos ainda nas arquibancadas. Desses, 30 tiveram prisão preventiva decretada. Nenhum flamenguista foi detido.

Veja mais em: Corinthianos presos no Rio.

Veja Mais:

  • Pablo foi campeão paulista e brasileiro pelo Corinthians em 2017

    Corinthians volta a negociar com Pablo e pode contratá-lo para 2018, diz portal

    ver detalhes
  • Vasconcelos deve ter contrato estendido com o Timão até o fim de 2019

    Corinthians prepara extensão de contrato a artilheiro da Copinha

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade botou panos quentes nas especulações envolvendo Scarpa e Henrique

    Presidente do Corinthians esfria possibilidade de contratar dupla do Fluminense para 2018

    ver detalhes
  • Kazim não deve permanecer no Corinthians em 2018

    Corinthians quer definir destino de Kazim nos próximos dias; chegada de Dutra deve atrapalhar turco

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes