Um mês depois de Edu Ferreira, outro diretor entrega cargo no Corinthians

Um mês depois de Edu Ferreira, outro diretor entrega cargo no Corinthians

Por Mayara Munhoz e Vinícius Souza

Mollica não é mais o diretor jurídico do Corinthians

Mollica não é mais o diretor jurídico do Corinthians

Foto: Divulgação / OAB SP

O Corinthians não vive bons dias dentro do campo e nem na parte política do clube. O diretor jurídico Rogério Mollica pediu desligamento do cargo há uns dias. A informação foi confirmada pelo próprio ao Meu Timão.

O advogado alegou problemas pessoais para deixar o cargo, mas o clima interno do clube não é dos melhores. Até mesmo informações sobre um impeachment do presidente Roberto de Andrade é comentado nos bastidores. O mandato dele vai até o final de 2017.

Mollica assumiu o cargo de diretor no início de 2015 com a chegada de Roberto de Andrade. Ele já foi assessor de assuntos sociais do clube, quando foi um dos responsáveis pela criação do projeto social "Time do Povo", que ajuda crianças em comunidades carentes até os dias atuais.

Há pouco mais de um mês, outro diretor deixou o clube. O diretor-adjunto Eduardo Ferreira entregou ao cargo após a contratação do técnico Oswaldo de Oliveira. Ele afirmou não concordar com a escolha de Roberto de Andrade e comunicou a saída em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava.

Veja Mais:

  • Jô passou em branco nesta noite de quarta, diante do Grêmio

    Corinthians não cria, apenas empata com Grêmio na Arena, mas mantém vantagem na liderança

    ver detalhes
  • Pablo está se recuperando de uma contratura muscular na coxa

    Agente de Pablo fala em prioridade do Corinthians e afirma: 'Só chamar para assinar'

    ver detalhes
  • Corinthians de Romero corre risco de ver Santos se aproximar

    Corinthians mantém diferença, mas tem de secar rival nesta quinta; veja classificação atualizada

    ver detalhes
  • Rodriguinho foi eleito o pior em campo

    Carille e dupla de meias são eleitos vilões de tropeço do Corinthians contra Grêmio

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes