Um mês depois de Edu Ferreira, outro diretor entrega cargo no Corinthians

Um mês depois de Edu Ferreira, outro diretor entrega cargo no Corinthians

Por Mayara Munhoz e Vinícius Souza

Mollica não é mais o diretor jurídico do Corinthians

Mollica não é mais o diretor jurídico do Corinthians

Foto: Divulgação / OAB SP

O Corinthians não vive bons dias dentro do campo e nem na parte política do clube. O diretor jurídico Rogério Mollica pediu desligamento do cargo há uns dias. A informação foi confirmada pelo próprio ao Meu Timão.

O advogado alegou problemas pessoais para deixar o cargo, mas o clima interno do clube não é dos melhores. Até mesmo informações sobre um impeachment do presidente Roberto de Andrade é comentado nos bastidores. O mandato dele vai até o final de 2017.

Mollica assumiu o cargo de diretor no início de 2015 com a chegada de Roberto de Andrade. Ele já foi assessor de assuntos sociais do clube, quando foi um dos responsáveis pela criação do projeto social "Time do Povo", que ajuda crianças em comunidades carentes até os dias atuais.

Há pouco mais de um mês, outro diretor deixou o clube. O diretor-adjunto Eduardo Ferreira entregou ao cargo após a contratação do técnico Oswaldo de Oliveira. Ele afirmou não concordar com a escolha de Roberto de Andrade e comunicou a saída em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava.

Veja Mais:

  • Carille teve problemas para testar elenco nesta quarta; Arana e Léo Santos se ausentaram

    Bruxa solta! Treino do Corinthians é marcado por ausências, sustos e dúvidas

    ver detalhes
  • Dono de cinco gols em 2017, Romero está convocado pela seleção paraguaia

    Noiva de Romero vaza convocação de paraguaios do Corinthians; veja documento

    ver detalhes
  • Emerson Santos assinou pré-contrato com o Palmeiras

    Emerson Santos custaria R$ 20 milhões ao Corinthians em cinco anos; entenda o valor

    ver detalhes
  • Jadson treinou de colete, como coringa, na terça-feira

    Corinthians pode deixar Jadson fora contra o Vitória; entenda

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes