Tite se rende a Renato Augusto e relembra goleada do Corinthians na Libertadores

Tite se rende a Renato Augusto e relembra goleada do Corinthians na Libertadores

Por Meu Timão

Tite e Renato Augusto foram campeões nacionais em 2015 pelo Corinthians

Tite e Renato Augusto foram campeões nacionais em 2015 pelo Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Maior treinador da história do Corinthians, Tite não esconde a relação de confiança – e cumplicidade – que mantém com o meia Renato Augusto, atualmente no Beijing Guoan, da China. Para o ex-comandante alvinegro, o jogador tem uma capacidade técnica e um nível de percepção superior aos demais atletas do futebol nacional.

“A capacidade de análise dele, de percepções dentro do campo e a passagem pelo Bayern (Leverkusen) o trouxeram um nível de conhecimento muito alto em termos táticos. Quando a gente fala assim: ‘Corta a linha de passe do Messi, não pode trabalhar no setor, o faz jogar pro lado, pressiona...’. Não precisa falar duas vezes”, afirmou Tite em entrevista no programa Bola da Vez, da ESPN Brasil.

Empolgado com o desempenho regular do camisa 8, Tite recordou a goleada do Corinthians por 4 a 0 sobre o Once Caldas, da Colômbia, pela fase preliminar da Copa Libertadores da América de 2015. Na ocasião, Renato chamou a responsabilidade e, embora a equipe paulista sofresse com um a menos em campo, teve atuação destacável.

“Quando nós jogamos contra o Once Caldas e o Guerrero é expulso, nós ganhamos de 1 a 0, ele chega de lado: ‘Professor, duas linhas de quatro com o Emerson mais à frente?’. Ele não fez a pergunta, já deu a sugestão da resposta. Eu digo ‘Sim’. Aí deu cinco, dez minutos, a equipe não engrenava, eu troquei, botei o Emerson (Sheik) no lado e ele pela frente. Falei: ‘Agora é tu, não fica na frente dos dois zagueiros...’. Ele Faz uma função muito parecida com a que o Luan faz no Grêmio”, acrescentou o técnico.

“Mas fez com maestria, teve domínio, ganhamos de quatro. Tem uma capacidade de compreender o jogo e, acrescido a isto, de externar de forma pública, vocês vão perguntar, ele é muito claro. Tem jogadores que compreendem o jogo, mas não conseguem verbalizar. Ele compreende e verbaliza”, finalizou.

Após uma temporada sabática, Tite retornou ao Parque São Jorge no início de 2015 e conduziu o Corinthians ao título do Campeonato Brasileiro. Em junho deste ano, assumiu a Seleção Brasileira no lugar de Dunga, demitido após tropeços nas Eliminatórias e na Copa América do Centenário.

Veja mais em: Tite e Ídolos do Corinthians.

Veja Mais:

  • Corinthians e Ponte empataram em 1 a 1 em duelo válido pela fase de grupos do Paulistão

    'Desacreditados', Corinthians e Ponte Preta abrem neste domingo final do Campeonato Paulista

    ver detalhes
  • Universidade Brasil firmou acordo com Corinthians para primeiro jogo da final estadual

    Corinthians anuncia patrocínio pontual para final do Paulistão; veja como fica a camiseta

    ver detalhes
  • Alan Mineiro não volta ao Corinthians em 2017

    Corinthians empresta Alan Mineiro para quarto clube diferente em menos de um ano

    ver detalhes
  • Casuals foi derrotado nos pênaltis neste sábado; próxima temporada só em agosto

    Nos pênaltis, Corinthian-Casuals perde final e adia sonho de subir de divisão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes