Portal revela que Arena Corinthians tinha falhas de segurança em local de desabamento do teto

Portal revela que Arena Corinthians tinha falhas de segurança em local de desabamento do teto

Por Meu Timão

2.7 mil visualizações 63 comentários Comunicar erro

Arena vem apresentando problemas estruturais

Arena vem apresentando problemas estruturais

Bruno Teixeira Rolo

Após mais de dez meses do acidente que gerou a queda de uma estrutura na Arena Corinthians, a justificativa pelo ocorrido veio à tona. Segundo relatos da publicação do portal GloboEsporte.com, que teve acesso aos documentos emitidos pela construtora Odebrecht, o principal motivo foi uma falha de segurança no local onde foram colocados os painéis.

No dia 18 de fevereiro deste ano, durante o período da manhã, uma estrutura de 31 metros quadrados e pesando 1,76 tonelada desabou do teto do quinto andar do estádio corinthiano. Contendo forro de gesso, cabos, metal, luminárias e um painel de madeira, a irregularidade não gerou vítimas. A Arena Corinthians, porém, recebeu oito partidas entre o período de instalação do teto até o desabamento.

Com o intuito de anular qualquer tipo de nova ocorrência e, consequentemente, a possibilidade de acidentes fatais no estádio, o parecer apresentado pela construtora indica que a situação foi normalizada. Depois do acidente, a Odebrecht realizou testes e vistorias, assegurando a segurança no local.

"Não tem (risco). Fizemos as verificações. O laudo é conclusivo nisso, mas precisa ter uma rotina de manutenção, que é responsabilidade do clube", disse o engenheiro Ricardo Corrégio, representante da Odebrecht.

Por meio de um relatório contendo 38 páginas, a construtora esclareceu o trabalho realizado na Arena Corinthians, evidenciando a correção dos equívocos. Com reforços instalados na estrutura, a Odebrecht garante que fez sua parte, mas não descarta a parcela de responsabilidade do clube por meio de futuras manutenções.

"Um fator de segurança menor do que 1 significa ruptura ou ruína. Um fator de segurança maior do que 2 significa que, ainda que a carga seja o dobro, a estrutura irá aguentar. Adotaremos portanto um fator de segurança igual a 2 como o mínimo admissível para segurança dessas estruturas", acrescentou, esclarecendo apontando o sobrepeso como fator principal.

Inaugurada no ano de 2014, a Arena Corinthians sofreu diversas falhas em instalações neste ano. Vale ressaltar que após o ocorrido mencionado, vazamentos e infiltrações foram presenciados em locais do estádio, além disso, outro desabamento, desta vez de uma placa de mármore, aconteceu na saída de um dos elevadores da casa do Timão.

O Corinthians não se manifestou sobre o assunto à reportagem.

Veja mais em: Arena Corinthians.

Veja Mais:

  • Thiago Neves desperta interesse no Corinthians

    Corinthians formaliza interesse em Thiago Neves e Sassá, relata Cruzeiro

    ver detalhes
  • Ramiro foi peça importantes nos últimos títulos do Grêmio

    Pai de Ramiro revela conversas adiantadas com o Corinthians e fala em acerto ainda nesta semana

    ver detalhes
  • Matias Ávila, diretor financeiro, e Roberto Gavioli, gerente financeiro, em coletiva nesta quarta-feira

    Corinthians confirma déficit em 2018, mas prevê explosão de receitas com TV e patrocínios

    ver detalhes
  • Meio campista está bem perto de se tornar novo reforço do Corinthians

    Diretor do Fluminense confirma 'sim' de M. Gabriel e Corinthians se aproxima de acerto por Sornoza

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes