Capitão na conquista do Mundial no Japão, Alessandro completa 38 anos

1.3 mil visualizações 49 comentários

Por Meu Timão

Alessandro ergueu o troféu do Mundial em 2012

Alessandro ergueu o troféu do Mundial em 2012

Agência Corinthians

Umas das figuras mais importantes na história do Corinthians neste século, Alessandro Mori Nunes, o Alessandro, completa 38 anos nesta terça-feira. Atual gerente de futebol do clube, Alessandro iniciou sua trajetória no Timão em 2008, ainda como jogador, tendo em vista que era lateral-direito.

Contratado como um dos reforços do elenco encarregado de recolocar o Corinthians na elite do futebol nacional, Alessandro vestiu a camisa 5 do Timão e adquiriu rápido entrosamento com os novos companheiros. Ao lado de Chicão, William e André Santos - todos que formavam a linha defensiva -, Alessandro conquistou o vice-campeonato da Copa do Brasil em seu primeiro ano de clube, além de cumprir o objetivo na Série B.

Já no ano seguinte, em meio à chegada de Ronaldo no elenco, Alessandro deu sequência à leva de títulos com o manto alvinegro. Em 2009, o Corinthians, embalado pelo ano anterior, venceu o Campeonato Paulista e Copa do Brasil. Porém, na temporada seguinte, que marcou o ano centenário corinthiano, as conquistas não vieram.

Na sequência, em 2011, já sob o comando de Tite, Alessandro marcou o único gol na vitória sobre o Palmeiras, no Pacaembu, logo após a fatídica eliminação diante do Tolima na Libertadores. Poucos meses depois, o ex-jogador voltaria a conquistar outro troféu pelo Timão, desta vez o do Campeonato Brasileiro.

2012 certamente foi um ano memorável na vida de Alessandro. Agora vestindo a camisa de número 2, o lateral-direito ainda foi escolhido como o capitão da equipe, após desentendimento de Tite com o zagueiro Chicão no ano anterior. Primeiro veio a inédita conquista da Libertadores sobre o Boca Juniors, em pelo Pacaembu lotado. Já em dezembro, no Japão, Alessandro teve a honra de ergueu o troféu do Mundial de Clubes da FIFA, sobre o Chelsea.

Conhecido pela Fiel por sua garra e força dentro de campo, Alessandro ainda faturou mais um Campeonato Paulista e a Recopa Sul-Americana em 2013, antes de anunciar sua aposentaria dos gramados.

Em seis temporada pelo Timão, Alessandro venceu oito títulos e, ainda assim, não se distanciou do clube após pendurar as chuteiras. Em 2014, passou a atuar como auxiliar no administração do elenco, avançando gradativamente de cargo, até ser efetivado como o gerente de futebol em 2016, após a saída de Edu Gaspar para a Seleção Brasileira.

Veja mais em: Ídolos do Corinthians e Alessandro.

Veja Mais:

  • Vagner Mancini comanda último treino do Corinthians antes de estreia na Copa do Brasil

    Corinthians finaliza preparação para duelo com América-MG na Copa do Brasil; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Tcheco chegou em 2010 para ser o líder da equipe de Mano Menezes no ano do Centenário (2010), mas não conseguiu ser nem titular. Foram apenas 26 jogos e nenhum gol

    Corinthians é condenado na Justiça do Trabalho em ação movida por Tcheco; saiba detalhes

    ver detalhes
  • Jemerson ainda não entrou em campo pelo Monaco-FRA nesta temporada 2020/21

    Corinthians tenta a contratação de Jemerson do Monaco; busca é por um zagueiro com status de titular

    ver detalhes
  • Zagueiro chegando no Corinthians?! | Timão é condenado na justiça #RMT 27/10/20

    VÍDEO: Zagueiro chegando no Corinthians?! | Timão é condenado na justiça #RMT 27/10/20

    ver detalhes
  • Mantuan está com moral após boa partida contra o Vasco

    Mancini diz que quer contar com Mantuan no sábado; Seleção joga horas antes do Corinthians

    ver detalhes
  • Felipe Augusto brilha em vitória do Corinthians pelo Brasileirão Sub-17

    Atacante brilha, e Corinthians vence Botafogo de virada pelo Brasileirão Sub-17

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: