Timão não aceita jogar em Rivera contra o Racing-URU

Timão não aceita jogar em Rivera contra o Racing-URU

Por Meu Timão

O Corinthians  descartou nesta quinta-feira enfrentar o Racing-URU, pela Taça Libertadores, na cidade de Rivera. O estádio do clube, em Montevidéu, não tem condições de receber uma partida internacional e a diretoria procura uma nova casa para enfrentar o Timão, dia 14 de abril, na abertura do segundo turno da primeira fase.

O regulamento da competição, elaborado pela Conmebol, prevê que o clube visitante pode vetar qualquer alteração no local da partida desde que a transferência seja superior a 50 km do determinado primeiramente.

José Lázaro Margulies, membro do setor dos diretos de transmissão da Conmebol, esteve em Bogotá para acompanhar a partida do Timão contra o Independiente-COL e após conversa com o presidente Andrés Sanches já comunicou a entidade sul-americana que o clube brasileiro não aceita atuar em Rivera.

- Liguei para a Conmebol e disse que o Corinthians não quer jogar lá – disse no hotel em que o Alvinegro está hospedado.

Com o veto do Corinthians, a partida deve continuar em Montevidéu, mas em outro estádio. As opções são o Centenário, principal do país, e o estádio do Nacional, o Park Central, de capacidade inferior, mas que já foi usado pelo Racing no torneio.

Fonte: Globo Esporte

Veja Mais:

  • Líder desde a quinta rodada, Timão tem oito pontos a mais que o vice Grêmio

    Rival direto tropeça e 'gordura' do líder Corinthians volta a crescer

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel está autorizada a frequentar estádios

    Reunião determina retorno das organizadas do Corinthians aos estádios

    ver detalhes
  • Danilo deve retornar aos gramados após longa recuperação

    Corinthians faz nova substituição em lista de inscritos da Copa Sul-Americana

    ver detalhes
  • Marquinhos Gabriel (colete) é opção para jogo de quarta-feira; Pedrinho deve iniciar no banco

    De 'chave virada', Corinthians inicia preparação para duelo decisivo com Patriotas

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes