Conquistas no ano do centenário podem aumentar receitas do Corinthians

Conquistas no ano do centenário podem aumentar receitas do Corinthians

Por Meu Timão

Um Corinthians multicampeão no ano de seu centenário não é sonho dos dirigentes do clube apenas pelo feito histórico ou pelas emoções de se conquistar títulos importantes e até inéditos, como é o caso da Copa Libertadores. Vencer os principais campeonatos que disputa nesta temporada pode render até R$ 10 milhões a mais aos cofres.

O valor é o equivalente a premiações e bônus por meta alcançada a serem pagos por seus patrocinadores. Porém, para isso, o time precisaria vencer, ou chegar ao menos às finais, da Libertadores e do Paulista e conquistar o seu quinto troféu no Campeonato Brasileiro.

A quantia extraordinária, caso de fato entre na conta da temporada, pode representar um acréscimo de 7,4% à receita de 2010 estimada pelo clube. Segundo a previsão feita pela diretoria corintiana, o ano do centenário, impulsionado justamente pela data histórica, junto com a presença de jogadores de notoriedade internacional, como Roberto Carlos e Ronaldo, deve fechar com um ganho de R$ 156 milhões.

As projeções informais, não apontadas no documento oficial elaborado pela diretoria financeira, preveem de forma otimista que o balanço fechará no azul, em R$ 45 milhões -em caso das multiconquistas serem alcançadas, esse valor sobe para R$ 55 milhões.

A soma dos bônus e premiações por conquistas em 2010 cresceu pouco mais do que 31% em relação ao que no ano passado estava prometido e foi concretizado com os troféus do Paulista e da Copa do Brasil. Os dois títulos renderam ao clube, além da autoestima totalmente recuperada após um ano na Série B, R$ 6,8 milhões.

Há dois anos, quando disputou a segunda divisão do Brasileiro, a mesma fonte de receita proporcionou R$ 505 mil. Ambos os números estão registrados no balanço do ano passado. Mas, para conseguir essa façanha de levantar várias taças, o time corintiano precisa atingir um nível que não conseguiu até aqui nesta temporada.

A má fase de alguns jogadores primordiais, como Ronaldo, e a irregularidade dos reforços trazidos para disputar a Libertadores mantêm a indefinição sobre como o Corinthians jogará na maioria das vezes. Com Dentinho em alta -é o artilheiro do time no ano, com cinco gols, sendo que quatro deles marcados nas quatro últimas partidas-, Mano Menezes pode optar por voltar a utilizar em alguns jogos o 4-3-3 que deu tão certo em 2009, com Jorge Henrique ao lado de Dentinho como pontas e meio-campistas que voltam para marcar.

Fonte: UOL

Veja Mais:

  • Pedro Henrique foi uma das baixas do Corinthians no treino desta sexta

    Com dois desfalques, Corinthians se reapresenta já de olho em duelo contra Grêmio

    ver detalhes
  • Jô pode não viajar até a cidade de Tunja, na Colômbia

    Corinthians deve poupar jogadores e pode ter vários jovens da base na Colômbia

    ver detalhes
  • Guilherme Torres jogará mais quatro anos no Deportivo La Coruña

    Recopa, invasão da Fiel no Japão, Carille, La Coruña... Guilherme Torres fala ao Meu Timão

    ver detalhes
  • Pablo foi tranquilizado mais uma vez pela diretoria do Corinthians, que segue confiante

    Sem pressa e confiante: diretoria do Corinthians nem cogita possibilidade de perder Pablo

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes