Duelo na Arena coloca frente a frente Corinthians e joia da base que já brilhou na Copinha

169 mil visualizações 88 comentários Comunicar erro

Claudinho (à esq.) também subiu aos profissionais do Corinthians, mas não recebeu oportunidades

Claudinho (à esq.) também subiu aos profissionais do Corinthians, mas não recebeu oportunidades

Daniel Augusto Jr./Ag.Corinthians

A partida entre Corinthians e Santo André deste sábado, na Arena, pelo Campeonato Paulista, será especial para ao menos um jogador: o meia-atacante Claudinho, de 20 anos, formado nas categorias de base do Timão. O curioso é que o jovem talento, que chegou a ser promovido de vez ao elenco profissional no ano passado, estará do outro lado.

Depois de defender o Bragantino ao longo do segundo semestre de 2016, Claudinho foi emprestado novamente pelo Corinthians neste início de temporada, agora para o Santo André, justamente o próximo oponente do clube alvinegro pela principal divisão do Estadual.

Há cerca de um ano, o armador – assim como Maycon, Matheus Pereira e Gabriel Vasconcelos, destaques da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2016 – passou a integrar a equipe principal do Timão, naquele momento comandada por Tite. Por lá, o jovem comprado do rival Santos participou da rotina de treinos no CT Joaquim Grava e foi relacionado para alguns jogos, mas não ganhou sequência.

Claudinho permaneceu em Bragança Paulista até o término do Campeonato Brasileiro da Série B, a exemplo do zagueiro Rodrigo Sam, do lateral Guilherme Andrade e do meia Alan Mineiro, todos pertencentes ao Corinthians. Com o rebaixamento do Bragantino à terceira divisão nacional, o quarteto acabou devolvido ao Parque São Jorge, e o garoto, de lado.

Na avaliação da comissão técnica comandada por Fábio Carille, Claudinho ainda não está pronto para ser utilizado e, por isso, a pretensão de dar maior rodagem ao promissor atacante em equipes menores. O jogador tem contrato com o clube alvinegro até junho de 2020.

Recordar é viver! – Reserva, Claudinho anotou um dos gols da histórica virada do Corinthians sobre o Cruzeiro na Arena, em 22 de janeiro de 2016, pela semifinal da Copinha. Aos 19 minutos do segundo tempo, o meia-atacante pegou a sobra na entrada da área e emendou de cobertura. Pouco depois, deu passe para Pedrinho (que também havia deixado o banco) completar de voleio, garantindo a vitória por 2 a 1 e botando o Timão na decisão.

Situação atual – O técnico Toninho Cecílio não vem utilizando Claudinho como titular neste começo de Paulistão. Nas duas partidas do Santo André, o meia entrou no segundo tempo e, apesar de desperdiçar boa chance contra o Ituano (1 a 1), deu o passe para gol de Fernando Neto diante do Red Bull Brasil (1 a 1), confronto antecipado pela terceira rodada.

Veja mais em: Base do Corinthians, Copinha, Arena Corinthians e Paulistão.

Veja Mais:

  • Em meio a crise, Fábio Carille seguirá no comando do Corinthians

    Diretor do Corinthians garante permanência de Fábio Carille

    ver detalhes
  • Corinthians nunca havia perdido um jogo em que saiu na frente do adversário na Arena

    Após 184 jogos, Corinthians leva a primeira virada jogando na Arena

    ver detalhes
  • Corinthians foi superior, mas não soube converter suas chances em gol em Joinville

    Com briga no fim e vacilos, Corinthians sai atrás nas quartas da Liga Futsal

    ver detalhes
  • Com apenas 5,6, o volante Ralf foi eleito o melhor em campo pela Fiel

    Torcida do Corinthians poupa Ralf em noite de médias extremamente baixas; reserva é o pior em campo

    ver detalhes
  • Jogadoras do Corinthians Feminino se classificaram em primeiro lugar para as quartas de final

    Corinthians conhece adversário das quartas de final da Libertadores Feminina; saiba os detalhes

    ver detalhes
  • Carille foi alvo de críticas da Fiel após a derrota para o Cruzeiro

    Fim da paciência com Carille, erros de arbitragem e Corinthians 'em queda'; veja repercussão da Fiel

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: