'Valeu, Ronaldo!': há seis anos, Fenômeno se aposentava do futebol

2.2 mil visualizações 48 comentários Comunicar erro

Ronaldo anotou gol de empate do Corinthians contra o Palmeiras em 2009

Ronaldo anotou gol de empate do Corinthians contra o Palmeiras em 2009

Daniel Augusto Jr./Ag.Corinthians

Um dos maiores jogadores de todos os tempos, segundo maior artilheiro da história das Copas do Mundo e primeiro Ronaldo a ganhar fama mundial. Sobram qualificações para Ronaldo Luís Nazário de Lima, ou simplesmente Fenômeno. Há exatos seis anos, o ex-camisa 9 do Corinthians anunciava o fim de sua carreira nos gramados.

Há quem diga que jogador de futebol morre duas vezes. A primeira, quando para de jogar. E, certamente, o dia 14 de fevereiro de 2011 foi de luto para os fãs do esporte mais tradicional do Brasil. Depois da precoce eliminação do Timão na Copa Libertadores da América daquele ano, o atacante decidiu dar fim a uma história que merecia terminar de outra maneira.

Em entrevista coletiva na sala de imprensa do CT Joaquim Grava, Ronaldo anunciou que nunca mais disputaria uma partida profissional. “Todos sabem aqui do meu histórico de lesões. Tenho tido nos últimos dois anos uma sequência muito grande de lesões, que vão de um lado para o outro, de uma perna para outra, de um músculo pra outro e essas dores me fizeram antecipar o fim da minha carreira”, explicou, emocionado. “Há quatro anos, no Milan, eu descobri que sofria de um distúrbio que se chama hipotireoidismo, um distúrbio que desacelera o metabolismo, e que para eu controlar esse distúrbio teria que tomar uns hormônios que não são permitidos no futebol, que seria um doping. Só quero explicar isso no último dia da minha carreira”.

Nascido no Rio de Janeiro, Ronaldo participou quatro vezes da Copa do Mundo Fifa (1994, 1998, 2002 e 2006), sendo tetra e pentacampeão mundial com a Seleção Brasileira. Neste período, anotou 15 gols e se tornou o segundo maior artilheiro da história da competição.

Mas os incontáveis títulos e premiações individuais conquistados por Barcelona, Inter de Milão, Real Madrid, Milan e Seleção não eram suficientes. Era preciso algo a mais antes de parar. Por isso, após deixar o futebol italiano em 2008, Fenômeno assinou com o Corinthians, pelo qual disputou 69 jogos, marcou 35 gols e ergueu dois títulos: o Paulistão (invicto) e a Copa do Brasil, ambos em 2009.

“Essa cobrança de resultados também faz essa torcida um pouco agressiva, um pouco fora de controle. Em outras entrevistas eu falei que não imaginava realmente ter vivido sem o Corinthians. Quero agradecer ao presidente (Andrés Sanchez) e pedir desculpa publicamente por ter fracassado publicamente no projeto Libertadores. Dizer que você é meu irmão, dizer que a história aqui foi linda, maravilhosa, que continuarei ligado e vinculado ao clube da maneira que você quiser”, declarou.

“Não me arrependo de nada que fiz, honrei sempre tudo que fiz e foi tudo muito maravilhoso. Vou sentir muita saudade. Não sei como vai ser daqui para a frente. Aquela sensação de jogar, de protagonismo. Mas enfim. Deu a hora e é hora de olhar para frente. Por enquanto não penso em jogo de despedida, mas em junho ou julho vou tentar reunir jogadores que estiveram comigo e fazer uma festa de despedida”, concluiu.

Ronaldo foi decisivo em campo e mais ainda fora dele. Isso porque a chegada do centroavante ao Parque São Jorge mudou para sempre os rumos do Corinthians, que se reformulou e usou a imagem do camisa 9 para crescer estruturalmente. Construiu o mais moderno centro de treinamento do país e inaugurou seu tão sonhado estádio, a Arena Corinthians, palco da Copa do Mundo de 2014 e da Olimpíada de 2016.

Valeu, Ronaldo!

Títulos

Cruzeiro
1993 - Copa do Brasil
1994 - Campeonato Mineiro

PSV Eindhoven
95/96 - Copa da Holanda

Barcelona
96/97 - Supercopa da Espanha
96/97 - Copa da Espanha
96/97 - Recopa Europeia
1996 e 1997 - Troféu Joan Gamper

Internazionale
98/99 - Copa da Uefa

Real Madrid
02/03 - Copa Intercontinental
02/03 - Supercopa da UEFA
02/03 e 06/07 - Campeonato Espanhol
03/04 - Supercopa da Espanha

Milan
2007 e 2008 - Trofeo Luigi Berlusconi

Corinthians
2009 - Campeonato Paulista
2009 - Copa do Brasil

Seleção Brasileira
1994 e 2002 - Copa do Mundo
1997 e 1999 - Copa América
1997 - Copa das Confederações
1996 - Olimpíadas (medalha de bronze)

Veja mais em: Ídolos do Corinthians.

Veja Mais:

  • Volante ao lado do idoso atropelado e de sua família

    Ralf transfere vítima de acidente de hospital e faz visita nessa segunda-feira

    ver detalhes
  • Neto acusa elenco corinthiano de tentar derrubar Carilleneto

    Neto acusa elenco corinthiano de tentar derrubar Carille, detona jogadores e faz apelo ao técnico

    ver detalhes
  • Imagina como seria se você tivesse Fábio Carille como seu chefe no seu trabalho

    [Mayara Munhoz] Imagina como seria se você tivesse Fábio Carille como seu chefe no trabalho

    ver detalhes
  • Declarações de Carille não estão sendo bem recebidas pelo ambiente do Corinthians

    Declarações de Carille são vistas como 'desnecessárias' e incomodam ambiente no Corinthians

    ver detalhes
  • Ramiro foi disparado o corinthiano que mais falou e gesticulou no treino desta segunda

    Janderson e Régis goleadores, Ramiro líder: reservas treinam forte por reabilitação no Corinthians

    ver detalhes
  • Ralf foi único jogador entre aqueles hoje considerados titulares que treinou com bola nesta segunda

    Sem punição, Ralf volta ao Corinthians e deve ser opção para Carille quarta-feira

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: