Corinthians joga em Brusque (SC) pela 2ª vez na história; primeiro rival virou amador

Corinthians joga em Brusque (SC) pela 2ª vez na história; primeiro rival virou amador

2.9 mil visualizações 25 comentários Comunicar erro

Casagrande esteve em Brusque com o Corinthians em 1982

Casagrande esteve em Brusque com o Corinthians em 1982

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O duelo desta quarta-feira, pela Copa do Brasil, será o segundo do Corinthians na cidade de Brusque (SC). O primeiro ocorreu no dia 20 de maio de 1982, quando Biro Biro, Casagrande, Wladimir & Cia. disputaram um amistoso contra o Paysandú, que terminou sem gols, diante de 5.847 pagantes. A renda, em cruzeiros, foi de Cr$ 4,2 milhões – algo em torno de R$ 1,5 mil nos dias de hoje.

O adversário na ocasião - Clube Esportivo Paysandu -, atualmente está licenciado do futebol profissional, disputando apenas campeonatos amadores em Santa Catarina. A última vez que disputou o Campeonato Catarinense de Futebol foi em 1987.

A partida foi realizada no estádio Cônsul Carlos Renaux, que na época pertencia ao maior rival do Paysandú, o Clube Atlético Carlos Renaux. O palco é o mesmo do confronto desta quarta-feira pelo torneio nacional, mas com reformas e rebatizado de Estádio Augusto Bauer. A capacidade hoje é menor (4 mil), ou seja, o público desta noite será menor do que no amistoso de 1982.

Em entrevista ao jornal Município Dia a Dia, de Brusque, Gerson Luis Morelli, o Keka, relembra como foi enfrentar o Corinthians da Democracia Corintiana e tudo que ocorreu antes e depois da partida.

“Brusque já estava acostumada com amistosos. Teve Carlos Renaux e Fluminense e até Paysandú e Santos, mas o Corinthians é o Corinthians. Todos queriam ver o time. Só faltou o Sócrates, que não veio para a partida”, afirmou Keka, que atualmente é vereador na cidade.

Keka, que na época tinha 19 anos e lembra de ter trocado a camisa com o lateral Wladimir, contou ainda que as duas delegações foram jantar na sede do Paysandú após a partida. Para ele, o duelo pela Copa do Brasil será bem diferente daquele amistoso de 1982.

“Será um jogo diferente de um amistoso, valendo vaga para competição nacional, então a gente espera que haja cautela e respeito, tanto para as torcidas quanto para os jogadores”, afirmou.

Veja mais em: Copa do Brasil.

Veja Mais:

  • Contratação de Ramiro foi aprovada pela torcida do Corinthians

    Torcida do Corinthians aprova contratação de Ramiro em enquete avassaladora

    ver detalhes
  • Resta apenas o acerto dos jogadores com seus novos clubes para selar o negócio

    Corinthians e Atlético-MG se acertam por troca de atacantes; jogadores aceitam conversar

    ver detalhes
  • Uendel pode acertar retorno para o Corinthians em breve

    Empresário confirma que Corinthians deve acertar retorno de Uendel em janeiro

    ver detalhes
  • Ramiro assinou com o Corinthians nesta quinta-feira e é o quinto reforço para 2019

    Novo reforço do Corinthians, Ramiro se aproxima de Jadson e Luan em estatísticas do Brasileirão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes