Julgamento define situações de Thiago Peixoto e volante do Corinthians após confusão em Dérbi

183 mil visualizações 152 comentários

Por Meu Timão

Gabriel foi expulso injustamente no Dérbi do último dia 22

Gabriel foi expulso injustamente no Dérbi do último dia 22

Reprodução/TV

O clássico entre Corinthians e Palmeiras, disputado no último dia 22 de fevereiro, na Arena, pelo Campeonato Paulista, enfim teve seu "apito final". Isso porque o Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo julgou nesta segunda-feira à noite as situações do árbitro Thiago Peixoto e do volante do Corinthians Gabriel Girotto.

No que diz respeito a Thiago, o julgamento determinou a suspensão de 60 dias. Ou seja, ele só poderá voltar a apitar uma partida de futebol no fim de abril. A punição é por conta do erro grosseiro cometido pelo árbitro ao expulsar o corinthiano Gabriel quando na verdade quem havia cometido uma falta fora Maycon.

Já em relação a Gabriel, o TJD-SP decidiu de forma unânime anular o segundo cartão amarelo que o volante havia recebido no Dérbi e, consequentemente, sua expulsão. O primeiro amarelo levado pelo atleta, contudo, seguiu registrado. Dessa forma, por conta da advertência recebida no clássico contra o Santos, no último sábado, o atleta está suspenso para a próxima rodada e assim não entrará em campo contra a Ponte Preta.

Clima tenso

Thiago Peixoto e João Zanforlin, advogado do Corinthians, travaram uma disputa particular durante o julgamento desta segunda. O árbitro foi o primeiro a se pronunciar, alegando que "em nenhum momento alguém chegou para mim e disse que não foi o Gabriel. Se falasse, eu poderia voltar atrás ou não (...) Os jogadores do Palmeiras me deram parabéns dizendo que eu estava certo."

"Assumo que foi um erro. Não é um problema para mim. Foi um erro que acontece em uma partida. Em nenhum momento quis isso. Espero não errar mais nesse nível, mas sou um ser-humano (...) Aconteceu um choque muito forte, e a bola vai para o lado. Quando eu volto, o Gabriel está na minha frente", completou.

Na sequência, foi o advogado do Corinthians quem recebeu o direito de falar. E Zanforlin não poupou críticas ao árbitro: "Dizem por aí que o senhor (Thiago) tem o nariz empinado. Persistir no erro é burrice. Você (Thiago) está muito muito mal orientado (...) Precisamos corrigir um erro do tamanho da Arena Corinthians."

Ao término do julgamento, Thiago não quis falar com a imprensa. De acordo com a reportagem do Globoesporte.com, o motivo foi justamente a irritação do árbitro com as declarações de ataque pronunciadas pelo advogado do Corinthians.

Veja mais em: Gabriel, Derbi e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Roger Guedes, de 24 anos, está de saída do Shandong Taishan; atacante, porém, tem um valor alto para receber dos chineses

    Corinthians descarta 'comprar a dívida' do Shandong Taishan com Roger Guedes; entenda

    ver detalhes
  • Corinthians está fazendo uma reformulação em suas categorias de base

    Corinthians dispensa quase 15 jogadores das categorias de base e prossegue reformulação

    ver detalhes
  • Gustavo Mosquito em ação contra o Cuiabá, na Arena Pantanal, pelo Brasileirão

    Corinthians pode ter que pagar quantia milionária por Mosquito; entenda

    ver detalhes
  • Corinthians negocia venda de 70% dos direitos de Varanda ao Red Bull Bragantino

    Corinthians negocia venda dos direitos de Rodrigo Varanda para o Red Bull Bragantino; veja detalhes

    ver detalhes
  • Mantuan é uma das esperanças da torcida do Corinthians

    Gustavo Mantuan faz treino inteiro com o elenco e fica perto de voltar a jogar no Corinthians

    ver detalhes
  • Gustavo Mosquito em treino do Corinthians nesta quarta-feira

    Corinthians dá sequência aos treinos para enfrentar o Flamengo com atividade de marcação

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x