Ídolo do Corinthians, Fubá comemora acolhimento de amigos em momento difícil

Ídolo do Corinthians, Fubá comemora acolhimento de amigos em momento difícil

Por Meu Timão

Fubá passa por tratamento de câncer no sistema ósseo

Fubá passa por tratamento de câncer no sistema ósseo

Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Em tratamento de mieloma múltiplo, tipo de câncer de afeta o sistema ósseo, o ídolo do Corinthians, Gilmar Fubá, conhecido pelo bom humor e carisma, vem mantendo a imagem. Apesar do momento difícil em sua carreira, o ex-jogador está demonstrando força na luta contra o câncer, deixando evidente o alto astral mesmo em meio ao quadro clínico avançado.

Presente na Arena no último sábado, Fubá acompanhou a vitória do Corinthians por 1 a 0 no clássico contra o Santos. Emocionado com a atmosfera em Itaquera, o ídolo recordou o momento. "Eu precisava ir no estádio. Quando a gente fica internado, passa um filme na cabeça, lembrei dos jogos e deu saudade. Até chorei lá em Itaquera", declarou em entrevista ao globoesporte.com.

Fubá foi diagnosticado com a enfermidade no ano passado, através de uma pneumonia. Depois da realização de exames necessários, veio a certeza do câncer e, com ela, um momento difícil na vida de Fubá. Na sequência, após o choque inicial, Fubá lidou de maneira positiva com a doença, mantendo sempre o otimismo e sorriso no rosto.

"Estou me sentindo bem para caramba. Entrei no segundo ciclo de quimioterapia, agora só vou ao hospital duas vezes por semana. Não tenho tido sintomas, não caiu cabelo, não tenho vômito. No começo foi difícil aceitar a doença, mas logo comecei a fazer palhaçada. Quando saí do hospital, todo mundo chorou, disse que sentiriam minha falta. Entreguei nas mãos de Deus e decidi viver minha vida normal, dando alegria para o povo. Tenho cabeça boa", acrescentou.

Muito grato aos amigos, Gilmar Fubá demonstrou enorme gratidão pelo apoio prestado. Com 'lotação' nas visitas do hospital, o ídolo revelou histórias com amigos que fez no Corinthians, ressaltando a importância dos mesmos por sua recuperação e manutenção do clima agradável.

"O médico até mandou barrar, estavam indo 15, 20 pessoas por dia (risos). Eles faziam a maior bagunça. O Vampeta até tomou uísque e cerveja no quarto, ele e o Batata. Disseram que quem estava doente era eu (risos). Não sabia que era tão querido. A gente fica meio carente no hospital, mas apareceram muitos amigos, como Marcelinho Carioca, Neto...O Ronaldo (goleiro) ia todo dia", finalizou.

Atualmente com 41 anos, Gilmar Fubá defendeu o Corinthians entre as temporadas as temporadas de 1995 e 2000, somando 131 partidas com o manto alvinegro.

Veja mais em: Ídolos do Corinthians e Ex-jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Auricchio (à dir.) passou a integrar diretoria da base do Corinthians

    Corinthians nomeia ex-diretor de futebol para cargo na base

    ver detalhes
  • Após 1 a 1 na Arena, Timão volta a campo contra São Paulo na tarde deste domingo

    Rival tropeça, e Corinthians pode diminuir distância para primeira colocação geral

    ver detalhes
  • Carille não confirmou a equipe titular que enfrenta o São Paulo

    Rodriguinho não treina e Balbuena volta: veja provável escalação do Corinthians para o Majestoso

    ver detalhes
  • Em rede social, Kazim responde Gabriel: 'Pra cima dos bambis'

    Em rede social, Kazim provoca São Paulo antes de clássico: 'Pra cima dos bambis'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes