Corinthians sofre 2ª derrota seguida, deixa o G-4 e vê vaga mais difícil

Corinthians Corinthians 0 x 1 Paulista Paulista

Paulista 2010

Corinthians sofre 2ª derrota seguida, deixa o G-4 e vê vaga mais difícil

Por Meu Timão

Morais foi alvo de críticas da torcida

Morais foi alvo de críticas da torcida

O Corinthians não fez a lição de casa, saiu do G-4 e tornou mais difícil sua classificação às semifinais do Paulista. Na noite desta quarta-feira, atuando na Arena Barueri para pagar aluguel mais barato, o time alvinegro caiu por 1 a 0 diante do Paulista e amargou sua segunda derrota consecutiva, algo inédito em 2010. A série de tropeços custou a quarta colocação.

Ainda com 26 pontos, o Corinthians caiu para quinto lugar e foi deixado para trás pela Portuguesa, que bateu o Mirassol por 1 a 0 e foi a 28 pontos. O cenário pode ficar ainda pior nesta quinta-feira, já que Botafogo e Grêmio Prudente somam 25 pontos e podem superar a equipe alvinegra na tabela.

A três jogos do fim da fase classificatória, o time de Mano Menezes vê a situação ficar complicada em busca do bicampeonato estadual. Neste domingo, a tentativa de reação será contra o São Paulo, em clássico que acontece no Morumbi. Depois, o próximo compromisso será pela Libertadores, torneio que sempre foi colocado em primeiro plano em detrimento do Estadual. O adversário será o Cerro Porteño, dia 1º de abril.

A obrigação de vencer atrapalhou o Corinthians nesta quarta-feira. Mesmo sem cinco jogadores considerados titulares (Alessandro, Chicão, William, Danilo e Dentinho), o time alvinegro conseguiu ter mais volume de jogo. Insistiu mais no ataque, mas não soube transformar tal presença ofensiva em chances claras de gol.

Nos 45 minutos iniciais, foram duas oportunidades reais. Uma com Ronaldo, em chute defendido por Vinícius, e uma forte cobrança de falta de Roberto Carlos que explodiu no travessão, fazendo bonita curva. O Paulista, inferior tecnicamente, ameaçou pouco, mas assustou. Mazola e Raphael Martinho deram trabalho a Felipe.

À beira do campo, Mano Menezes se irritou principalmente com a armação alvinegra. E assim como aconteceu no treino de terça-feira, Morais foi quem mais ouviu. O treinador insistiu para ele se posicionar aberto pela esquerda. O camisa 21, porém, insistiu em jogadas pelo meio. “Não é o meu forte [jogar aberto], mas dá para fazer”, conformou-se Morais, insatisfeito.

O meia nem voltou para o segundo tempo. Acabou substituído por Iarley. “Eu estava precisando que o Morais abrisse mais pela lateral, mas não é a característica principal dele. Então trouxe o Jorge para cá e coloquei o Jorge por dentro”, explicou Mano.

A entrada de Iarley deu mais velocidade ofensiva, mas não o suficiente na opinião do treinador, que com 11min trocou Tcheco por Jucilei. O meia demorou a tocar a bola para Ronaldo e irritou Mano. O Paulista, por sua vez, passou a levar mais perigo. Felipe espalmou duas bolas cruzadas e viu Eli Sabiá cabecear sozinho.

De tanto insistir, o time de Jundiaí conseguiu abrir o placar. Felipe não conseguiu segurar mais uma bola, mas desta vez Mazola apareceu para aproveitar o rebote e estufar as redes.

O gol fez o Corinthians se atirar ao ataque. Ronaldo teve pelo menos três chances. Desperdiçou todas. Expulso, Mano ordenou por telefone a entrada de Souza no lugar de Ralf. Foi a última cartada em busca de pelo menos um empate. Mas nada funcionou. Melhor para o Paulista, que chegou aos 14 pontos e segue vivo na briga contra o rebaixamento.

Fonte: UOL

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Qual é o motivo do Corinthians estar de fora do G4?

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes