Em reunião sem Corinthians, TV Globo apresenta novo modelo de divisão de cotas de TV

180 mil visualizações 131 comentários

Por Meu Timão

Globo quer propor divisão 'democrática' dos direitos de transmissão do Brasileirão

Globo quer propor divisão 'democrática' dos direitos de transmissão do Brasileirão

Daniel Augusto Jr./Ag.Corinthians

A TV Globo está disposta a pôr fim ao distanciamento financeiro de Corinthians e Flamengo em relação aos demais clubes de futebol do Brasil. Em reunião no último sábado, a emissora carioca apresentou um novo modelo de divisão de cotas de TV a 21 equipes nacionais. A informação é do portal Máquina do Esporte.

A proposta da Globo envolve a renovação dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro a partir de 2019, já que os atuais vínculos dos times terminam apenas em 2018. A ideia é repartir as comissões a serem pagas aos clubes da seguinte maneira:

  • 40% do montante total será dividido igualmente, independentemente da expressão das equipes;
  • 30%, proporcional ao número de jogos exibidos por agremiação;
  • o restante (30%), distribuído conforme a performance esportiva na temporada anterior.

Ainda de acordo com o site, nenhum represente do Corinthians esteve na reunião, que contou com América-MG, Atlético-GO, Atlético-MG, Avaí, Brasil de Pelotas, Chapecoense, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Goiás, Grêmio, Internacional, Londrina, Náutico, Ponte Preta, São Paulo, Sport, Santa Cruz, Vasco, Vila Nova e Vitória. O motivo da ausência do Timão no encontro não foi informado.

O desejo da Globo tem a anuência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Em maio de 2015, o presidente da entidade, Marco Polo Del Nero, disse ter a intenção de acabar com o “abismo” existente entre os dois times que mais recebem por direitos de transmissão, Corinthians e Flamengo, e rivais da Série A do Brasileirão.

Atualmente, a divisão de cotas é a seguinte: R$ 170 milhões pagos ao Timão e ao clube carioca. Em segundo aparece o São Paulo, que fatura R$ 110 milhões. Vasco e Palmeiras completam a terceira prateleira, com R$ 100 milhões cada.

Leia mais: Em situação similar à do Timão, Barça e Real sofrerão revés financeiro

NOS MOLDES DA PREMIER LEAGUE

A mudança nas cotas de TV não chega a ser prejudicial ao Corinthians. Ao menos é o que afirmou o ex-superintendente de futebol do clube, Andrés Sanchez, no fim de 2015. De acordo com o cartola, que segue ligado – ainda que não oficialmente – à diretoria alvinegra, o Timão toparia renovar com a Globo mesmo que a emissora apresentasse modelo semelhante ao da Premier League, principal competição da Inglaterra.

“Eu, como Corinthians, e o Flamengo, que são os dois que mais ganham, se quiserem o modelo inglês, nós assinamos na hora. São 50% por cota fixa, 30% por audiência e 20% por classificação. Não tem problema, nós assinamos. Nós vamos ganhar muito mais, Corinthians e Flamengo”, frisou Sanchez em entrevista, acrescentando ainda que a implosão do Clube dos 13 foi benéfica ao futebol brasileiro no que diz respeito à grana da televisão.

“A diferença não é tanta. Vou falar dos valores do Clube dos 13. O Corinthians ganhava R$ 30 milhões. Corinthians, Flamengo, São Paulo, Palmeiras e Vasco. O restante ganhava R$ 18 mi, R$ 15 mi, R$ 10 mi, R$ 8 mi e R$ 7 mi. Isso era democrático? Aí mudou pra individual. Dois ganham mais, Corinthians e Flamengo. Hoje tem o São Paulo, Atlético-MG que estão ganhando três vezes mais do que ganhavam nos Clube dos 13”, finalizou, à época.

Confira a atual divisão* de cotas de TV

De 2012 a 2015

Grupo 1 – Flamengo e Corinthians: R$ 110 milhões
Grupo 2 – São Paulo: R$ 80 milhões
Grupo 3 – Vasco e Palmeiras: R$ 70 milhões
Grupo 4 – Santos: R$ 60 milhões
Grupo 5 – Cruzeiro, Atlético Mineiro, Grêmio, Internacional, Fluminense e Botafogo: R$ 45 milhões
Grupo 6 – Coritiba, Goiás, Sport, Vitória, Bahia e Atlético Paranaense: R$ 27 milhões

De 2016 a 2018

Grupo 1 – Flamengo e Corinthians: R$ 170 milhões
Grupo 2 – São Paulo: R$ 110 milhões
Grupo 3 – Vasco e Palmeiras: R$ 100 milhões
Grupo 4 – Santos: R$ 80 milhões
Grupo 5 – Cruzeiro Atlético Mineiro, Grêmio, Internacional, Fluminense e Botafogo: R$ 60 milhões
Grupo 6 – Coritiba, Goiás, Sport, Vitória, Bahia e Atlético Paranaense: R$ 35 milhões

Fonte*: Trivela.uol.com.br

Veja mais em: Transmissão do jogos.

Veja Mais:

  • Jacinto Antônio Ribeiro, o "Jaça", conselheiro vitalício do clube, e pivô de conflito com Brazil nas últimas semanas; Márcio Bittencourt, ex-jogador e ex-treinador da base do clube

    Desentendimento na base do Corinthians separa Sub-23 das demais categorias; entenda

    ver detalhes
  • Sylvinho tem 16 jogos no comando do Corinthians, com mais derrotas (seis) do que vitórias (quatro), além de seis empates; saldo de gols também é negativo (12x16) e o aproveitamento é de 37,5%

    Pressão sobre Sylvinho aumenta no Corinthians; dois fatores jogam a favor do treinador

    ver detalhes
  • Renato Augusto fez primeiro treino com os companheiros de equipe nesta segunda-feira

    Corinthians se reapresenta e Renato Augusto faz primeiro treino com elenco no CT Joaquim Grava

    ver detalhes
  • Entre 2016 e 2018, Léo Príncipe esteve presente em 24 partidas no profissional e marcou um gol

    Corinthians faz acordo na Justiça e quitará dívida com Léo Príncipe em 12 parcelas; veja os detalhes

    ver detalhes
  • Bloqueio é referente a valores não pagos à Federação das Associações de Atletas Profissionais

    Corinthians tem quase R$ 2 milhões bloqueados pela Justiça por dívida com programa social

    ver detalhes
  • Giuliano e Renato Augusto estiveram na Neo Química Arena e viram in loco a derrota para o Flamengo, por 3 a 1; dupla ainda não tem condições legal e física para entrar em campo

    Corinthians pode não ter Renato Augusto contra o Santos; Giuliano tem mais chances de atuar

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x