Corinthians x Patriotas

Pela Copa Sul-Americana, o Corinthians enfrenta agora o Patriotas

Acompanhe ao vivo

Sanchez cobra elenco corintiano

Sanchez cobra elenco corintiano

Por Meu Timão

Sanchez não esconde que identificou alguns problemas

Sanchez não esconde que identificou alguns problemas

De maneira discreta, a diretoria do Corinthians vai cobrar a equipe. A derrota por 1 a 0 para o Paulista, na quarta-feira, que custou a saída do time da zona de classificação para a semifinal do Campeonato Paulista, acendeu o sinal de alerta entre os dirigentes. Além da perda da vaga entre os quatro classificados, o presidente Andrés Sanchez identificou que a paciência da torcida está perto do limite. E, para não perder o controle, promete agir.

A primeira conversa com atletas e integrantes da comissão técnica ocorrerá neste fim de semana, durante a concentração para o clássico de domingo, diante do São Paulo, decisivo para as pretensões de ambos. Sanchez não esconde que identificou alguns problemas e que a solução passa por uma atitude mais enérgica. "Às vezes eles se mostram um pouco dispersos. Parece que só pensam na Libertadores e esquecem do Paulista. Só que montamos um elenco grande, capaz de tocar bem as duas competições", explicou. "Converso com eles sempre às segundas-feiras e nas concentrações. Seguirei essa rotina. Temos de ter mais concentração. E essa conversa de que existe briga interna é bobagem. Isso posso garantir. O ambiente é ótimo."

Parte do discurso de Sanchez será voltada exatamente para manter o bom clima entre os atletas. Porém, isso passa necessariamente pelo humor dos torcedores. "A torcida está impaciente. É um problema, pois precisamos de todo mundo jogando do mesmo lado", analisou. "Agora, o que aconteceu com o Ronaldo, anteontem, (veja abaixo) foi com meia dúzia de pessoas. Entenda a diferença."

"Conselho". Outra questão que na avaliação do presidente alvinegro tem dificultado o desempenho do time é a indefinição de um time titular. Sanchez reconhece que vários atletas podem ser aproveitados de acordo com a característica da partida (dentro e fora de casa) ou do adversário, mas entende que o entrosamento, pelo menos nesse momento da temporada, já deveria estar melhor.

Para evitar que a polêmica cresça, o dirigente não cita nomes. Mas o Estado conversou ontem com outros dois diretores ligados a Sanchez. Está claro que a situação de Danilo, que não consegue jogar uma partida inteira, e de Tcheco, apagado na maioria dos jogos, incomoda a cúpula. Preocupado com o que chama de necessidade da mídia e de parte da torcida em apontar culpados pelo mau momento do time, o diretor de futebol, Mário Gobbi, deixou claro que o assunto será tratado internamente e com tranquilidade. "Não é porque o time não está rendendo o que esperávamos que vamos derrubar todo o planejamento. Confio na equipe e vamos melhorar, pode ter certeza", afirmou. "Aqui não tem Jesus Cristo. Ninguém será crucificado. Não vamos entregar a cabeça desse ou daquele em uma bandeja para dar satisfação."

Fonte: Estadão

Veja Mais:

  • Corinthians enfrenta Patriotas na Arena

    Pela Sul-Americana, Corinthians enfrenta Patriotas na Arena

    ver detalhes
  • Com dois gols em 19 jogos, Kazim volta a ganhar chance nesta quarta-feira

    Corinthians anuncia escalação mista para duelo decisivo diante do Patriotas; veja opções no banco

    ver detalhes
  • Romero em ação contra o Fluminense, no Maracanã

    Fora contra o Patriotas, Romero vira dúvida para o duelo com o Flamengo na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Guilherme Arana segue no Corinthians

    Clube espanhol faz oferta milionária por Arana e se torna mais um a ouvir 'não' do Corinthians

    ver detalhes

O time do Corinthians deve melhorar?

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes