Reconhecido até no carro, xodó do Corinthians se prepara para tirar carteira de motorista

Reconhecido até no carro, xodó do Corinthians se prepara para tirar carteira de motorista

Por Vinícius Souza e Lucas Faraldo

6.5 mil visualizações 42 comentários Comunicar erro

Com seis jogos, Pedrinho (ao centro), que está aprendendo a dirigir, é opção contra o Internacional

Com seis jogos, Pedrinho (ao centro), que está aprendendo a dirigir, é opção contra o Internacional

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Além de ser campeão da Copa São Paulo e subir aos profissionais do Corinthians, Pedrinho, de 18 anos, tem outro objetivo em mente nesta temporada: tirar a carteira de habilitação e, assim, não depender mais de amigos ou do Uber, serviço de transporte privado, para transitar entre sua casa e o CT Joaquim Grava. Reconhecido por torcedores até no trânsito, o novo xodó do Timão, presente na sexta edição da festa de páscoa beneficente do clube, falou a respeito da nova fase da carreira.

“Realmente, quando estou andando na rua as pessoas já param, pedem para tirar foto. Às vezes eu fico dirigindo aqui do lado de fora com os moleques e tava passando o trânsito. Aí as pessoas ficam no trânsito pedindo pra tirar foto comigo, parando o trânsito para falar. E graças a Deus fico muito feliz pelo reconhecimento”, disse Pedrinho, que, embora não possua habilitação, deixa escapar que já tem ideia de como guiar um automóvel.

“Ainda não (tenho carteira). Estou começando a fazer a carta agora, tem pouco tempo, mas o tempo que tiver vou usar pra tirar. Pego o carro pra brincar de vez em quando e estou indo à autoescola pra tirar de verdade”, prosseguiu o jovem armador.

Eleito o melhor jogador na campanha do decacampeonato da Copinha, Pedrinho ganhou rápida identificação com a torcida do clube, que vê nele talento promissor. Relacionado para os últimos jogos da equipe e candidato a titular diante do Internacional, na próxima quarta-feira, pela Copa do Brasil, o camisa 18 revelou como tem “se virado” para seguir a rotina no Timão sem carro próprio.

“A gente sempre dá um jeito de arrumar uma carona, tem que ser malandro. Pega carona aqui, ali, quando não dá, pede Uber. Tem que se virar. Quem me dá carona muito é o Mantuan, que subiu comigo, mas já tem carta. Quando ele não vai, é com o Léo, zagueiro”, explicou o meia, que não pensa em gastar dinheiro com automóvel no momento.

“Ainda não. Primeiro quero dar uma vida melhor aos meus pais, que estão lá em Maceió ainda, espero poder trazê-los para cá. Minha ideia é comprar uma casa fixa pra eles, que moram de aluguel, somos uma família humildade, vim para cá aos 14 anos. Hoje em dia estou feliz por dar orgulho aos meus pais”.

Sobre os primeiros meses de atleta profissional, Pedrinho abre o sorriso. “Está tudo dentro do padrão, como eu achava que deveria ser. É um jogo mais intenso, mais rápido, tem que soltar um pouco a bola e no individual poder ir para cima. Estou amadurecendo um pouco, pegar entrosamento, experiência e entrar mais tranquilo”, concluiu.

Veja mais em: Parque São Jorge, Pedrinho e Base do Corinthians.

Veja Mais:

  • Matheus Matias soma três atuações pelo Corinthians: uma no Brasileiro e duas em amistosos

    Loss sugere que peso da camisa do Corinthians interfere no zelo com Matheus Matias

    ver detalhes
  • Em noite ruim, Timão pouco incomodou Grêmio e foi superado pelo placar mínimo

    Veja a posição do Corinthians ao fim do primeiro turno do Brasileirão-2018

    ver detalhes
  • Maxwell (à dir.) assinou com Corinthians por duas temporadas

    Corinthians acerta com meia ex-Santos para categoria Sub-20

    ver detalhes
  • Basquete do Corinthians chegou à terceira vitória em oito jogos no Estadual

    Corinthians embala no fim, bate São José e chega à terceira vitória no Paulista de Basquete

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes