Boliviano que anunciou acerto com Timão vai parar em Corinthians errado; entenda o rolo

273 mil visualizações 94 comentários

Por Meu Timão

Vela havia anunciado acerto com o Corinthians mês passado

Vela havia anunciado acerto com o Corinthians mês passado

Reprodução/TV

O nome do Corinthians esteve envolvido, no mês passado, ao jovem goleiro boliviano Richar Vela, de 19 anos. O mistério por trás da suposta negociação envolvendo o atleta e o Timão foi revelado nesta sexta-feira, por reportagem do portal Uol, e envolve um empresário brasileiro, famílias humildes e possivelmente enganadas na Bolívia e o pequeno Esporte Clube Corinthians, de Presidente Prudente (SP).

Em março, em programa de televisão da Bolívia, Vela chegou a anunciar seu acerto com o Corinthians. Na ocasião, em contato com o Meu Timão, o clube negou qualquer negócio envolvendo tanto o departamento profissional quanto o de categorias de base.

"Falaram Corinthians e recebi uma carta-convite. Acreditei que era Corinthians Paulista. Não me explicaram bem. Era Corinthians de Presidente Prudente. O escudo é igual. Não me falaram Presidente Prudente, falaram São Paulo. Eu achava que era o lugar dos juvenis", explicou Vela, ao Uol, quase um mês após a entrevista concedida à TV boliviana, sugerindo ter sido enganado no processo de negociação.

A carta-convite a que Vela faz referência é um documento entregue pelo empresário brasileiro Welington Belchior, que mora na Bolívia e se utiliza do nome Renato para tocar seus negócios envolvendo futebol. O agente cobrou 4 mil dólares (algo em torno de R$ 12,5 mil) da família do goleiro para viabilizar um período de testes no Corinthians de Presidente Prudente.

"Ele foi para treinar, foi uma outra pessoa. Eu não cheguei a ir, eles (jogadores) me procuraram e eu indiquei ao Corinthians, porque já mandei vários jogadores para lá", argumentou Wellington, que não falou sobre a quantia cobrada da família de Vela.

De acordo com a reportagem do Uol, Vela e sua família receberam a devolução dos 4 mil dólares diante da descoberta do desentendido. Atualmente, o goleiro negocia um contrato com o América-PE também sob orientação de Wellington.

Em tempo: Wellington já havia sido responsável pela chegada de pelo menos outros cinco jogadores bolivianos ao tal Corinthians de Presidente Prudente. O presidente do clube, Pérsio Menezes, e o ex-diretor de futebol Ricardo Melquiades não souberam explicar com clareza as contratações envolvendo o agente brasileiro que mora na Bolívia.

Veja mais em: Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Jô durante duelo com Atlético-MG, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro

    Corinthians sucumbe no segundo tempo e perde de virada para Atlético-MG na estreia do Brasileirão

    ver detalhes
  • Jô marcou o primeiro gol do Corinthians diante o Atlético Mineiro, pelo Brasileirão

    Jô fica com melhor avaliação em noite de médias baixas no Corinthians; lateral beira o zero

    ver detalhes
  • Tiago Nunes reclamou até de um pênalti que Ruan Oliveira teria sofrido no final do jogo

    Tiago Nunes vê Corinthians desgastado, reclama de pênalti e lamenta chance perdida para fazer 3 a 0

    ver detalhes
  • Gabriel Pereira comemorou sua estreia pelo Corinthians nesta quarta-feira

    Gabriel Pereira comemora estreia pelo time profissional do Corinthians: 'Um sonho de criança'

    ver detalhes
  • Arana e Michel Macedo no duelo entre Corinthians e Atlético Mineiro

    Torcida do Corinthians lamenta derrota no Brasileirão e destaca falta de opções entre os reservas

    ver detalhes
  • Araos anotou o segundo gol do Corinthians contra o Atlético Mineiro, pelo Brasileirão

    Com gol de Araos, 11 jogadores já marcaram pelo Corinthians na temporada; veja lista

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: