Ainda sem gols, Clayton fala sobre seca de ataque do Corinthians e influência do pai no futebol

Ainda sem gols, Clayton fala sobre seca de ataque do Corinthians e influência do pai no futebol

Por Meu Timão

3.6 mil visualizações 89 comentários Comunicar erro

Clayton ainda busca seu primeiro gol pelo Corinthians

Clayton ainda busca seu primeiro gol pelo Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Pretendido pelo Corinthians há mais de um ano, o atacante Clayton só desembarcou no Timão nesta temporada. Isso porque quando ainda estava no Figueirense, o atacante acertou com o Atlético-MG. O Corinthians era um dos interessados no atacante na época.

Após um ano, o atacante não conseguiu ter uma sequência de jogos na equipe mineira, e sem espaço no elenco, foi emprestado ao Corinthians. Agora na equipe paulista, Clayton falou sobre alguns assuntos, inclusive sobre seu pai. Clayton ressaltou que seu pai é um grande exemplo para ele, até por ser ex-jogador.

"Além de ser um grande pai, ele é um excelente exemplo e me passa a experiência da época em que ele jogava, me diz o que devo fazer em certos momentos e ficou muito feliz por eu vir para o Corinthians. Sem dúvida meu pai jogava melhor que eu, vou dar moral para ele. Ele era meia, então reclama que não ficou rico porque não fazia gol", disse Clayton, em entrevista ao UOL Esporte. Biro, seu pai, foi jogador do Juventus, de Jaraguá, entre outras equipes.

Falando sobre o passado, Clayton revelou já ter trabalhado com Cuca, o atual auxiliar de Fábio Carille. O atacante falou sobre sua relação com o profissional e o elogiou.

"Subi no profissional do Figueirense em 2012, mas caímos na Série B e acabei voltando para a base. Foi quando trabalhei com o Cuca (auxiliar de Carille). Tivemos uma relação muito boa, eu era um dos capitães do time dele. É excelente como técnico e como auxiliar, tem me ajudado muito", explicou Clayton.

Relembrando sobre a negociação fracassada com o Corinthians na última temporada, Clayton disse que não foi uma escolha apenas dele, e que outras partes além do Figueirense também tinham interesse no negócio. O atacante disse não ter sido uma escolha errada.

"Na verdade, não dependia só da minha parte. Havia outras partes com outros interesses (investidores, donos de direitos econômicos), além do Figueirense. Não foi uma escolha só minha. O Atlético foi um grande aprendizado, consegui aprender e chego melhor preparado. Não acho que foi uma escolha errada. Chego mais experiente para deslanchar no Corinthians", afirma o atacante.

Questionado sobre o atual momento do Corinthians e os poucos gols que a equipe fez, Clayton elogiou muito o time e o elenco e disse não concordar com esse rótulo de "poucos gols".

"A equipe do Corinthians é muito equilibrada, vem fazendo bons jogos, é uma equipe muito 'copeira' que sabe jogar os jogos, sabe suportar as adversidades, mesmo se sai atrás do placar mantém o padrão. Não concordo com isso de que não vai bem no ataque, o que importa é ter equilíbrio e vencer os jogos. O retrospecto do time esse ano é bom", finalizou o atacante.

Clayton é natural do Rio de Janeiro e atualmente tem 21 anos. O atacante criado nas categorias de base do Figueirense chegou ao Corinthians nesta temporada. Clayton foi envolvido em uma troca com o Atlético-MG pelo meia Marlone, o contrato é por empréstimo e o atacante permanecerá no Timão até o fim de 2017, mesmo tempo que Marlone ficará na equipe mineira. Clayton fez seis jogos pelo Corinthians e ainda não marcou nenhum gol.

Veja mais em: Clayton.

Veja Mais:

  • Corinthians de Jonathas não conseguiu vencer o Cruzeiro nesta quarta-feira

    VAR tem noite terrível, Corinthians é derrotado na Arena e perde título da Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Cássio lamenta o gol de Robinho ainda no primeiro tempo

    Revés para o Cruzeiro na final da Copa do Brasil faz Corinthians perder quase R$ 40 milhões

    ver detalhes
  • Missão de Jair é ingrata: salvar a equipe do rebaixamento

    Realidade bate à porta do Corinthians: luta contra o rebaixamento e quase fora da Libertadores 2019

    ver detalhes
  • Jair Ventura vem tendo bom início de trabalho no Corinthians após suceder Osmar Loss

    Agora sem o título, Jair Ventura precisa melhorar todos seus números no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes