Carille aponta rival como melhor time do Paulistão, mas enaltece 'olho no olho' do Corinthians

Carille aponta rival como melhor time do Paulistão, mas enaltece 'olho no olho' do Corinthians

Por Meu Timão

71 mil visualizações 89 comentários Comunicar erro

Carille foi sincero em entrevista concedida neste domingo após vitória do Corinthians

Carille foi sincero em entrevista concedida neste domingo após vitória do Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

O Corinthians entrou no Campeonato Paulista de 2017 rotulado como "quarta força". Após vencer todos os rivais em clássicos e ficar na iminência do título estadual, o técnico Fábio Carille, curiosamente, acatou o rótulo que há meses vinha sendo imposto ao Timão.

Em entrevista coletiva concedida em Campinas, na noite deste domingo, após a vitória do Corinthians por 3 a 0 sobre a Ponte Preta, pela ida das finais do Campeonato Paulista, Carille não se intimidou ao ser questionado sobre o tal rótulo de quarta força. O treinador, aliás, fez questão de opinar que o arquirrival Palmeiras, eliminado pelos campineiros nas semifinais, é o melhor time do Estadual.

"Nós mesmos achamos que era quarta força, Palmeiras campeão brasileiro, Santos mantendo o elenco, São Paulo contratando bem, mas nós mesmos achamos que era a quarta força. Decidimos nos fechar e olhar no olho de cada um pra conversar e falar a verdade", disse, sinalizando qual é o diferencial do Corinthians.

"Pra mim o Palmeiras é o melhor time do campeonato, mas muitas vezes o melhor não ganha. Não fico pensando em título no domingo, fico pensando em amanhã, o que eu posso melhorar na equipe, e assim vai ser minha carreira, não posso ficar pensando no que vai acontecer daqui a três dias", completou.

No que diz respeito mais precisamente à partida sublime do Corinthians diante da Ponte Preta, Carille enalteceu justamente a humildade de seu elenco em reconhecer os pontos de destaque da equipe adversária.

"Os jogadores cumprindo muito bem seu papel e entendendo o que era o jogo, a gente estudou muito a Ponte Preta desde o jogo contra o Santos, que tinha o Gilson, quando nós enfrentamos eles aqui a primeira vez o treinador ainda não era o Gilson, se comportaram muito bem e saímos daqui com uma grande vantagem, mas tem mais uma parte ainda", disse, lembrando o empate de 1 a 1 na fase de grupos.

"A humildade de reconhecer os pontos fortes da Ponte Preta, tirando os espaços que eles tinham em campo, eles tem jogadores de velocidade que compõem muito bem e esse foi o grande mérito do Corinthians e dos jogadores", finalizou.

Veja mais em: Fábio Carille e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Desfalques por suspensão contra Internacional, Ralf treinou no CT do Corinthians

    Com reservas em ação, Corinthians dá início a preparação para decisão na Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Michel Macedo chegou a negociar com o Corinthians no meio da temporada

    Corinthians volta a negociar com o lateral-direito Michel, ex-Las Palmas; atleta viria em definitivo

    ver detalhes
  • Em posição irregular, Leandro Damião anotou gol ilegítimo sobre Corinthians

    Auxiliar que prejudicou Corinthians contra o Internacional é afastado da Série A

    ver detalhes
  • Ralf pode retomar titularidade para decisão contra os cariocas

    De provável retorno a possíveis novidades: o panorama do Corinthians para a decisão de quarta-feira

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes