Depois de vandalismo na ida, Romero não acredita em clima hostil para o Corinthians no Chile

Depois de vandalismo na ida, Romero não acredita em clima hostil para o Corinthians no Chile

Por Meu Timão

1.4 mil visualizações 25 comentários Comunicar erro

Para atacante, vandalismo e violência ficaram no passado

Para atacante, vandalismo e violência ficaram no passado

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Apesar da grande vitória do Corinthians por 2 a 0, contra a Universidad do Chile, no jogo de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana, a partida também foi marcada negativamente por conta do vandalismo dos torcedores chilenos em Itaquera. Por conta disso, há uma preocupação sobre o clima que o Timão vai encontrar dentro e fora de campo no confronto desta quarta-feira, no Chile. Para Angel Romero, no entanto, a confusão ficou no passado.

"Não (acredito em clima hostil). O que aconteceu aqui já ficou para trás. A torcida deles que começou a briga. Lá nós vamos para jogar e a torcida do Corinthians acredito que para torcer. Tomara que não aconteça nada. A gente sabe que vai ser difícil, mas vamos manter nossa mentalidade de ser organizado e compacto para defender a vantagem que conquistamos", afirmou o paraguaio.

Autor do gol de empate contra a Ponte Preta, na partida que selou o título estadual para o Corinthians, o atacante aproveitou para frisar a importância do foco na partida desta quarta-feira. Para ele, é hora de deixar as comemorações para traz e continuar no ritmo que equipe vinha no Campeonato Paulista, conquistado no domingo.

"É muito bom ser campeão, mas temos que deixar isso para trás. Comemoramos bastante no estádio e com a família. Mas temos este jogo muito importante. Vai ser muito difícil. O time da Universidad de Chile demonstrou aqui na Arena que joga um bom futebol", alertou o camisa 11.

"Vai ser um jogo de muita competitividade. Mas temos que estar preparados. Já nos recuperamos fisicamente e estamos concentrados para este jogo", completou,

No primeiro encontro entre as duas equipes, cerca de mil torcedores chilenos depredaram a Arena Corinthians, quebrando mais de 200 cadeiras, e entraram em conflito com polícia e torcedores corinthianos. A Universidad do Chile reembolsou o Corinthians depois do prejuízo. Nesta terça-feira, o clube foi punido e perdeu o direito de ter torcida visitante nos próximos três jogos da equipe fora de casa.

Veja mais em: Copa Sul-Americana e Romero.

Veja Mais:

  • Sornoza, à esquerda, deve ser anunciado ainda nesta quarta como reforço do Corinthians

    Sornoza desembarca para fechar com Corinthians e brinca com rival são-paulino

    ver detalhes
  • Elenco do Corinthians oscilou muito e chega com "patamares alterados" para 2019

    Do início ao fim: a trajetória do elenco do Corinthians durante o ano e como cada um chega para 2019

    ver detalhes
  • Mantuan será jogador da Ponte Preta em 2019

    Corinthians empresta volante Guilherme Mantuan à Ponte Preta

    ver detalhes
  • Desejado pelo Atlético-MG, Clayson quer ficar e retomar alto nível no Timão em 2019

    Clayson freia saída e faz Atlético-MG analisar outros corinthianos; acordo por Luan é mantido

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes