Vitória no Chile é exaltada por Carille, que faz alerta a 'guerreiros' do Corinthians

Vitória no Chile é exaltada por Carille, que faz alerta a 'guerreiros' do Corinthians

60 mil visualizações 82 comentários Comunicar erro

Carille enalteceu compromisso dos jogadores poucos dias após título; parte física vira preocupação para Brasileirão

Carille enalteceu compromisso dos jogadores poucos dias após título; parte física vira preocupação para Brasileirão

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Três dias depois de ser campeão pela primeira vez na carreira, Fábio Carille voltou a ver o Corinthians desempenhar bom futebol. Em entrevista coletiva após a vitória por 2 a 1 sobre a Universidad de Chile, nesta quarta-feira, em Santiago, o comandante alvinegro descreveu seu sentimento e rasgou elogios aos atletas, classificados à segunda fase da Copa Sul-Americana.

“Muito feliz. Tudo o que foi planejado aconteceu no jogo. Não tivemos tempo para treinar no campo depois da decisão de domingo. Foi na base de vídeos, conversa, e a compreensão dos atletas foi muito boa. Uma das melhores partidas do Corinthians no ano, com certeza”, afirmou Carille, que fez um alerta: a parte física pode começar a pesar daqui para frente.

“Já chamei a atenção do grupo agora, parabenizei pelo jogo, mas tem de ter bastante cuidado. Esses guerreiros merecem dois dias de folga, vão ter domingo e segunda depois do jogo contra a Chapecoense, e se apresentam na terça de manhã”, disse o treinador.

Os gols da partida no estádio Nacional foram marcados por Rodriguinho e Jadson, um a cada período. A Universidad de Chile, que já havia sido batida na Arena Corinthians, por 2 a 0, descontou com Mora. Sincero, Carille não escondeu a felicidade pelo empenho da equipe.

“Um dos melhores jogos. Desde o começo do trabalho lá na Flórida, sempre deixei claro o interesse dos atletas em saber por que trabalhar daquele jeito. O interesse é cada vez maior, a ideia de jogo, o que fazer. Muito feliz mesmo, jogadores cumprindo função sem e com bola”, valorizou o comandante, recordando a força da Universidad.

“Resultado grandioso, lembro quando foi sorteado o adversário, colocaram o Corinthians pegando ao adversário mais forte dos estrangeiros. Conseguimos passar. Estamos conseguindo nos reforçar”, finalizou.

O Corinthians volta a campo no próximo sábado, contra a Chapecoense, às 19h (de Brasília), na Arena em Itaquera, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Seu próximo oponente da Copa Sul-Americana será conhecido em sorteio a ser realizado pela Conmebol em breve.

Confira outros trechos da coletiva de Carille

Foco e concentração: principais qualidades do time?

Sim, foco, concentração e interesse em saber a coisas. Passar sobre adversário e ter interesse, querer saber contra quem vai guerrear, é um privilégio começar numa equipe como essa.

Até onde o Corinthians pode ir?

Não sei (risos). É dia a dia. A partir de agora começa a preparação para o jogo da Chapecoense e depois pensamos no Vitória. E assim vamos caminhando. Até onde vai chegar? Não sei.

Timão briga pelo título brasileiro?

Vamos brigar jogo a jogo, cada jogo é uma história, não sei onde vai chegar. Só sei que vamos guerrear muito durante os jogos. A gente vai longe. Onde vai chegar? Não sei.

Veja mais em: Fábio Carille e Copa Sul-Americana.

Veja Mais:

  • Fagner não foi convocado na mais nova lista da Seleção Brasileira

    Em lista com Pablo e Malcom, Tite não convoca corinthianos para novos amistosos da Seleção

    ver detalhes
  • Jonathas volta a ser problema para o Corinthians

    Jonathas tem lesão constatada, não joga no domingo e vira dúvida para semi da Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Média de público pagante da Arena Corinthians na atual temporada é de pouco mais de 30 mil

    Arena Corinthians se aproxima de marca de 400 mil assentos vazios na temporada 2018

    ver detalhes
  • Chegada de atacante e Sergio Díaz pronto para estrear - Giro de notícias do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes