Reunião termina sem acordo, e Corinthians fica pessimista por Cicinho

Reunião termina sem acordo, e Corinthians fica pessimista por Cicinho

Por Meu Timão

52 mil visualizações 104 comentários Comunicar erro

Cicinho interessa ao Corinthians, que descarta mexer no bolso pelo atleta

Cicinho interessa ao Corinthians, que descarta mexer no bolso pelo atleta

Divulgação/Ludogorets

Uma reunião entre o estafe do lateral-direito Cicinho e o Ludogorets, da Bulgária, realizada nesta sexta-feira terminou sem boas notícias ao Corinthians. Dono do jogador, o clube europeu não está disposto a liberá-lo de graça ao Timão, que passa a buscar novos alvos. A informação foi publicada pelo site Globoesporte.com.

Cicinho já manifestou o desejo de retornar ao Brasil e, consequentemente, defender o Corinthians. No entanto, a saída do Ludogorets no momento é classificada como difícil, já que o brasileiro é titular da equipe e seu reserva, o búlgaro Yordan Minev, está com 36 anos e próximo da aposentadoria.

Diretor de futebol do Corinthians, Flávio Adauto confirma que a contratação do lateral é vista com pessimismo após a primeira rodada de negociações, embora descarte dar por encerrada a investida pelo atleta.

“Ainda não desistimos, mas está difícil. Estamos esperando eles nos responderem, mas sem pressa”, disse, ao portal, Adauto, que citou a recuperação do lateral Léo Príncipe a fim de pôr panos quentes no assunto.

Leia também: Roberto de Andrade esclarece especulações, vê Cicinho distante e abre o jogo sobre Nenê

“Daqui a uma semana o Léo Príncipe estará recuperado de lesão e com condição de jogo. Acertamos com o empresário do Cicinho o que poderia ser um contrato, mas precisamos da liberação dele sem custos. Se isso acontecer, temos interesse na contratação”, concluiu o dirigente.

O empresário responsável pela carreira de Cicinho, Guilherme Miranda, da Elenko Sports, está em solo europeu desde o mês passado para tentar a liberação de seu cliente. Caso o Ludogorets aceitasse emprestar o ala de 28 anos ao Corinthians, o jogador provavelmente renovaria contrato antes de viajar à terra natal – o atual vínculo é válido até o meio de 2018.

Lembrado no Brasil por sua passagem pelo Santos, entre os anos de 2013 e 2015, Cicinho chegaria ao Corinthians como reserva imediato de Fagner, que constantemente desfalque a equipe por conta de convocações à Seleção Brasileira.

Veja mais em: Mercado da bola, Flávio Adauto e Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Resta apenas o acerto dos jogadores com seus novos clubes para selar o negócio

    Corinthians e Atlético-MG se acertam por troca de atacantes; jogadores aceitam conversar

    ver detalhes
  • Uendel pode acertar retorno para o Corinthians em breve

    Empresário confirma que Corinthians deve acertar retorno de Uendel em janeiro

    ver detalhes
  • Ramiro assinou com o Corinthians nesta quinta-feira e é o quinto reforço para 2019

    Novo reforço do Corinthians, Ramiro se aproxima de Jadson e Luan em estatísticas do Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthians jogou boa parte da temporada sem estampa no espaço principal do uniforme

    Otimismo do Corinthians com patrocínio contrasta com fracasso inédito desde era Kalunga

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes