Carille enaltece melhora ofensiva do Corinthians e disciplina do grupo: 'Muito orgulho'

Carille enaltece melhora ofensiva do Corinthians e disciplina do grupo: 'Muito orgulho'

4.7 mil visualizações 53 comentários Comunicar erro

Carille exaltou o desempenho do Timão após a vitória de 2 a 0 sobre o Santos, deste sábado

Carille exaltou o desempenho do Timão após a vitória de 2 a 0 sobre o Santos, deste sábado

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O desempenho do Corinthians neste início de temporada tem deixado o técnico Fábio Carille bastante satisfeito. Depois da vitória de 2 a 0 sobre o Santos deste sábado, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, o treinador exaltou a melhora ofensiva do time, ainda que enxergue a importância do trabalho sobre o setor. A disciplina e concentração também foram alvo de elogios do comandante, que se disse orgulhoso pelo desempenho do grupo.

Sem perder há 17 partidas, o Corinthians vinha de vitórias magras sobre os adversário. A equipe estreou com um empate de 1 a 1 sobre a Chapecoense no Brasileiro e venceu por 1 a 0 o Vitória e o Atlético-GO nas rodadas seguintes da competição. Com o triunfo sobre o Santos deste final de semana, Carille enxergou uma melhora na ofensividade do time, ainda que a mesma não possa ser classificada como “brilhante”.

Já fizemos alguns jogos na primeira parte do ano com resposta legal, mas sabíamos que precisava melhorar. Tirando o jogo da Chapecoense, jogamos e criamos para fazer mais nos últimos jogos. O objetivo é de melhora contínua”, disse o técnico em entrevista coletiva na Arena Corinthians, palco do clássico deste sábado.

“Eu sempre deixei claro que o time ainda tem muito a melhorar, e vai melhorar. Eu não estava preocupado com vitórias por 1 a 0. Eu fico preocupado quando a equipe não cria. Eu quero uma equipe que finalize mais e chegue muito mais no gol do adversário. Vamos melhorar”, completou.

A disciplina em campo também foi destacado por Carille. Em quase quatro meses, o Corinthians disputou 30 partidas em nenhuma expulsão por cartão vemelho. Além disso, o time alvinegro se destaca na quantidade de cartões amarelos, com 54 vezes aos atletas do Timão – Um número considerado baixo para os parâmetros do futebol brasileiro.

Para Carille, o fair play corinthiano deve ser alvo de elogios. “Trato isso com muito orgulho, cobro muito dos jogadores para não tomar cartão bobo, não dar chute na bola depois de falta, lateral. Competir forte, mas na bola, leal, sem maldade. É muito orgulho”, garantiu.

O técnico do Timão também fez questão de enfatizar o bom desempenho da equipe em campo e a postura "pés no chão" do elenco. “Falar sobre os adversários é difícil, mas com o meu grupo é com pés no chão, trabalho e humildade. Jô pediu para falar após o jogo e pediu todo mundo com os pés no chão. É difícil falar o que pensam os outros, mas estamos passando a ideia de que será difícil jogar contra o Corinthians”, finalizou.

O Corinthians ocupa a primeira posição do Campeonato Brasileiro, com dez pontos na tabela. Para permanecer de maneira isolada na ponta, a equipe tem que torcer por um empate ou uma vitória mínima do Cruzeiro sobre a Chapecoense neste domingo. O Timão volta a campo pela competição nacional nesta quarta-feira, diante do Vasco, em São Januária, às 21h45 (de Brasília).

Veja mais em: Fábio Carille e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Jonathas está na mira do Corinthians; atacante está no Hannover, da Alemanha

    Uma contratação, uma baixa e duas negociações: como se reapresenta o Corinthians pós-folga

    ver detalhes
  • Éric Cantona utilizou imagem de Sócrates para criticar Neymar

    Ídolo francês usa foto de corinthiano Sócrates para dar indireta a Neymar

    ver detalhes
  • Goleada da Inglaterra inspirou memes de corinthianos

    Torcida do Corinthians usa goleada da Inglaterra para provocar São Paulo nas redes sociais

    ver detalhes
  • Bernard, Marinho e Sánchez são algumas sugestões da Fiel ao Corinthians

    Sete sugestões de contratação da Fiel ao Corinthians para o segundo semestre de 2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes