Artilheiro na Turquia, Vagner Love lembra campanha do hexa do Corinthians e exalta Carille

Artilheiro na Turquia, Vagner Love lembra campanha do hexa do Corinthians e exalta Carille

Por Meu Timão

112 mil visualizações 69 comentários Comunicar erro

Love comemora gol do título corinthiano, contra o Vasco, em São Januário

Love comemora gol do título corinthiano, contra o Vasco, em São Januário

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Prestes a completar 33 anos, Vagner Love vive um dos melhores momentos da carreira. O camisa 9 do hexacampeonato brasileiro do Corinthians, em 2015, hoje defende o Alanyaspor, equipe pela qual marcou 23 gols em 28 jogos na última edição do Campeonato Turco. Mas nem por isso se esqueceu do ex-clube.

Terminada a temporada, Love comemorou a permanência do Alanyaspor na principal divisão do país e, também, o posto de maior artilheiro da competição. “Eu não esperava que seria tão bom como foi. Quando as coisas foram acontecendo, os gols saindo... Muitos jogos o time perdeu e eu fiz gols. Graças a Deus pelo menos a artilharia eu consegui”, celebrou o centroavante brasileiro, em participação no programa Seleção SporTV.

A boa fase na Turquia, no entanto, não foi o principal assunto da entrevista concedida pelo jogador. O Corinthians, seu último time no futebol brasileiro, foi bastante citado pelo atacante, que rendeu elogios a um profissional em especial: Fábio Carille, à época de Love apenas auxiliar, atual técnico do Timão.

Uma pessoa sensacional. Tive a oportunidade de trabalhar com ele naquele período de readaptação que tive no Corinthians. Eu treinava muito com o Carille, já vi que ele tinha um grande entendimento de futebol. Trabalhar com o Tite ficou um pouco mais fácil, pegar a experiência do Tite. Ele está implantando à sua maneira. Acho que terá muito sucesso no Corinthians”, afirmou Love, lembrando a principal dificuldade que enfrentou no início de 2015.

“Como vim da China, a minha (deficiência) era mais a parte física, eu precisava melhorar isso. Quando melhorei, as coisas começaram a acontecer. Quando você vem da Europa, vem com a parte física boa. Essa é a dificuldade, requer um pouco de tempo até readaptar ao estilo de jogo brasileiro”.

Sincero, Vagner comparou as temporadas de 2015 e 2017 do Corinthians. Na opinião do experiente jogador, o Timão recém-campeão paulista passou por situação semelhante na campanha do hexa, mas Tite soube conduzir seus atletas ao título.

Alguns colegas (imprensa) bateram bastante, mas... (risos) Era um time em montagem também. Só que o Tite conseguiu tirar o ‘algo mais’ de todo mundo, conseguiu tirar as coisas que o Renato Augusto tinha de bom, Jadson, eu. Conseguiu montar um time competitivo. Se você tem um time competitivo, você tem muitas chances de chegar ao titulo. Lógico, tem que ter um elenco porque tem muitos jogos. Mas se tem uma estrutura, uma espinha dorsal, faz diferença”, finalizou.

Veja mais em: Ex-jogadores do Corinthians, Fábio Carille, Tite e Títulos do Corinthians.

Veja Mais:

  • Sub-20 do Corinthians tem mais uma partida na Fazendinha nessa semana

    De decisão no basquete à agenda cheia na base: os compromissos do Corinthians na semana

    ver detalhes
  • Corinthians e São José voltam a se enfrentar pelas finais da Liga Ouro nesta segunda

    Corinthians joga nesta segunda no Parque São Jorge para se reabilitar nas finais da Liga Ouro

    ver detalhes
  • Thiaguinho é um dos mais cotados a substituir Maycon no Corinthians

    Emprestados, contratação e opções no elenco: a 'volância' do Corinthians pós-Maycon

    ver detalhes
  • Ralf marcou o gol do Corinthians no empate de 1 a 1 contra o Deportivo Táchira

    Corinthians e Libertadores-2012 animam internautas após tropeço do Brasil na estreia da Copa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes