Na contramão de mentor, Carille diz que torcia por duelo contra brasileiros na Sul-Americana

Na contramão de mentor, Carille diz que torcia por duelo contra brasileiros na Sul-Americana

2.9 mil visualizações 37 comentários Comunicar erro

Com Patriotas pelo caminho, Carille queria encarar time brasileiro na 2ª fase da Sul-Americana

Com Patriotas pelo caminho, Carille queria encarar time brasileiro na 2ª fase da Sul-Americana

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Depois de comandar o Corinthians à sexta vitória consecutiva pelo Campeonato Brasileiro, Fábio Carille deixou o bom momento da equipe na Série A de lado por instantes para opinar a respeito do adversário na segunda fase da Copa Sul-Americana, o Patriotas, da Colômbia, escolhido via sorteio realizado pela Conmebol na noite dessa quarta-feira.

Sincero, Carille reconheceu não ter muitas informações sobre o oponente, mas que não perderá tempo na tarefa de conhecer melhor o time da cidade de Tunja. A ideia é enviar membros da comissão técnica do Timão ao país para colher dados que possam auxiliar o elenco tanto dentro como fora de campo.

“A preparação para a Sul-Americana é a mesma, vamos fazer profissionais nossos viajarem para lá, usar nossa estrutura. Temos de saber com quem vamos duelar”, disse Carille, que revelou ainda ter torcido para que uma equipe brasileira cruzasse caminho com o Corinthians nesta fase da competição.

“Não sabia ainda quem era nosso adversário. Estava torcendo para ser uma equipe do Brasil, de coração. Mas é isso, preparação igual, temos todas as ferramentas para saber sobre o adversário”, concluiu.

Leia também:
Respeito, admiração, medo, alegria... reações colombianas pelo duelo entre Patriotas e Corinthians
Frio e calculista, Corinthians destrói defesa do Cruzeiro e dispara na ponta do Brasileirão
Sorteio define colombianos como rivais do Corinthians na segunda fase da Sul-Americana

A declaração de Carille contrapõe um desejo exposto por Tite às vésperas das oitavas de final da Copa Libertadores da América de 2015. À época perto de conhecer qual rival mediria forças com o Corinthians na fase seguinte do torneio, o treinador, hoje na Seleção Brasileira, afirmou não querer enfrentar compatriotas antes de uma possível decisão. “Não gostaria. Vou ser direto: não gostaria. Prefiro uma equipe de fora. Prefiro pegar um brasileiro só lá na final. Esse é o posicionamento rápido e direto”, admitiu o mentor de Carille, com quem conviveu por mais de cinco anos.

Um dos líderes do Corinthians, o zagueiro Balbuena também assumiu que terá de buscar informações relativas ao Patriotas. “Conheço pouco, mas se eles estão na mesma fase que nós, é um time difícil. Temos que respeitar todos os rivais, sempre tendo essa humildade. Vamos nos preparar da melhor forma para fazer um bom trabalho”, completou.

Veja mais em: Fábio Carille, Tite e Copa Sul-Americana.

Veja Mais:

  • Castán deixou o Corinthians após a conquista da Libertadores em 2012

    Corinthians pode selar retorno de Castán em reunião nesta segunda-feira

    ver detalhes
  • Parque São Jorge abriga jogos e até reunião do Conselho Deliberativo nesta semana

    Decisão no Sub-20, reunião do Conselho e jornada dupla do vôlei: a semana do Corinthians

    ver detalhes
  • Tem clássico! Timão e São Paulo decidem na terça vaga à semifinal da Copa RS

    Corinthians faz clássico contra São Paulo nas quartas da Copa RS

    ver detalhes
  • Rosenberg chamou Leila Pereira de 'imperadora' do Palmeiras e ironizou Allianz: 'Pneu deitado'

    Diretor do Corinthians ironiza Palmeiras e diz que 'Fiel não aceitaria imperadora'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes